Escolha as suas informações

Puigdemont em liberdade depois de ouvido por juiz belga
Mundo 18.10.2019

Puigdemont em liberdade depois de ouvido por juiz belga

Puigdemont em liberdade depois de ouvido por juiz belga

Foto: AFP
Mundo 18.10.2019

Puigdemont em liberdade depois de ouvido por juiz belga

O ex-presidente do governo regional da Catalunha, Carles Puigdemont, exilado na Bélgica e perseguido por alegados delitos de sedição e má gestão no âmbito do "processo" independentista ficou em liberdade "sob condições" sem fiança depois de se ter apresentado à Justiça belga.

Em declarações aos jornalistas em Bruxelas, após se ter apresentado voluntariamente às autoridades belgas, Puigdemont disse que ficou obrigado a manter residência fixa no país e a prestar informações caso pretenda sair da Bélgica.

O antigo presidente do governo catalão entregou-se esta manhã às autoridades de Bruxelas, quatros dias depois do Supremo Tribunal de Madrid ter voltado a emitir um mandado de detenção europeu, na sequência da condenação de nove líderes independentistas a penas de 9 a 13 anos de prisão. 

A defesa já fez saber que Carles Puigdemont tenciona colaborar com as autoridades. O Ministério Público belga já avisou que o processo não deverá ser de resolução rápida, uma vez que será necessária uma "análise jurídica profunda" face à complexidade da situação. 

Acusado de delitos de sedição e má gestão de fundos públicos no âmbito do "processo" independentista encontra-se exilado na Bélgica desde 2017 quando as autoridades espanholas abriram um processo pelo referendo independentista quando Puigdemont era presidente do governo catalão.

Com Lusa

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Catalunha: Justiça espanhola liberta seis ex-ministros
Seis ex-ministros regionais do governo catalão de Carles Puigdemont, detidos preventivamente por suspeitas de delitos de rebelião, secessão e peculato, foram hoje libertados, depois de pagarem, cada um deles, uma caução de 100.000 euros.