Escolha as suas informações

Prémio Europa Nostra para bombeiros de Paris pelo socorro a Notre-Dame
Mundo 2 min. 17.05.2019

Prémio Europa Nostra para bombeiros de Paris pelo socorro a Notre-Dame

Prémio Europa Nostra para bombeiros de Paris pelo socorro a Notre-Dame

Foto: AFP
Mundo 2 min. 17.05.2019

Prémio Europa Nostra para bombeiros de Paris pelo socorro a Notre-Dame

A catedral de Notre-Dame, um dos monumentos mais visitados em Paris, foi devastada por um grande incêndio no passado dia 15 de abril.

Os Bombeiros Sapadores de Paris foram galardoados com um Prémio Europa Nostra para o património, pelo reconhecimento do seu papel no combate ao incêndio que devastou a catedral de Notre-Dame, anunciou hoje a organização. O interior do histórico edifício foi devastado pelo incêndio de 15 de abril. 

De acordo com os responsáveis pelo prémio, organizado pela Comissão Europeia e a federação Europa Nostra para o património cultural, este prémio foi atribuído excecionalmente, fora do palmarés habitual, para distinguir o trabalho dos Bombeiros Sapadores de Paris no sinistro.

"Este prémio é entregue aos bombeiros, em reconhecimento e admiração pelo seu corajoso e vitorioso combate às chamas que devastaram Notre-Dame de Paris, a 15 de abril de 2019", lê-se no comunicado divulgado pela Europa Nostra.

Um mês após o sinistro, a Comissão Europeia e a Europa Nostra, a federação europeia das associações e fundações responsáveis pela salvaguarda do património cultural da Europa, decidiram atribuir o prémio àquele corpo de elite.

"Naquela noite, durante quinze horas, os Bombeiros Sapadores de Paris lutaram, com perigo de vida, contra as chamadas, conseguido parar um fogo devorador de oito séculos de História da França e da Europa, perante os olhos de todo o mundo", acrescenta o comunicado.


A corrida dos mais ricos para pagar a reconstrução da Notre-Dame
Será a "crème de la crème" das marcas de luxo francesas, como a Louis Vuitton, Gucci, Guerlain, ou Moët & Chandon, entre outros, que irão financiar a reconstrução da mais famosa catedral de França. As três famílias mais ricas de França, entraram numa competição cerrada e, só elas, doaram 500 milhões dos já mais de 700 milhões reunidos para salvar a "Dama de Paris". Em apenas 24 horas.

Perante esta ação "fora do comum" dos chamados "Anjos de Paris", o comité executivo da Europa Nostra e os júris dos prémios europeus do património, compostos por peritos independentes, aprovaram, por unanimidade, a entrega da distinção, criada fora do regulamento habitual.

Os Prémios Europa Nostra têm o apoio do programa Europa Criativa da União Europeia. A catedral, um dos monumentos mais visitados em Paris, considerada uma joia da arquitetura gótica da cidade, tem o início da construção datado de 1163 e o começo da função religiosa em 1182.


Opinião. A cruz de fogo
Sento-me nesta segunda-feira à noite em frente ao ecrã e quase nem posso pensar, quanto mais escrever… "A catástrofe que tudo sacudiu", como acaba de lhe chamar a France 2, engoliu todas as outras notícias. A dor emocional que o fogo da catedral de Notre-Dame de Paris nos acaba de infligir é aguda, lancinante.

A Notre-Dame, um dos monumentos mais visitados da capital francesa, foi devastada por um grande incêndio a 15 de abril que chocou os franceses e o mundo.  Segundo as autoridades, os vitrais foram salvos, mas ainda está a ser feito um levantamento exaustivo dos danos aos quadros e aos órgãos. O Governo indicou, na altura, que as relíquias do tesouro, nomeadamente a coroa de espinhos que os cristãos acreditam ter sido usada por Jesus Cristo na crucificação, e a túnica de São Luís, foram resgatadas.

Lusa

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas