Escolha as suas informações

Polícia usa canhões de água e gás lacrimogéneo para repelir coletes amarelos
Mundo 16.03.2019

Polícia usa canhões de água e gás lacrimogéneo para repelir coletes amarelos

Polícia usa canhões de água e gás lacrimogéneo para repelir coletes amarelos

Foto: AFP
Mundo 16.03.2019

Polícia usa canhões de água e gás lacrimogéneo para repelir coletes amarelos

Manifestações em Paris já tiveram os primeiros distúrbios.

A polícia recorreu já a canhões de água e gás lacrimogéneo para repelir alguns manifestantes do movimento dos coletes amarelos nos Campos Elísios em Paris por entre pilhagens a lojas e incêndios de alguns veículos. De acordo com a agência France Presse, 31 pessoas foram detidas no episódio 18 dos protestos que vão prosseguir ao longo deste sábado em diversas cidades francesas. Cinco mil efetivos policiais e seis carros blindados foram deslocados para as ruas de Paris numa tentativa de controlar confrontos.

O ministro do Interior, Christophe Castaner, exortou através de mensagem na rede social Twitter as forças da ordem a que não permitissem "o caos e a violência" na capital francesa.

Em declarações citadas pelo diário Le Monde, uma fonte policial revelou que "o conjunto dos manifestantes convergiu para a place de l'Étoile, mas as forças da ordem são confrontadas por determinados indivíduos, violentos provocadores profissionais que também tentam destruir o mobiliário urbano e estão a ser mantidos à distância do Arco do Triunfo".

Embora a data de hoje seja indicada como determinante para o futuro do movimento, espécie de ultimato dirigido ao Presidente francês, Emmanuel Macron, os números de participantes divulgados pelas autoridades em relação ao passado sábado apontavam para 28.600, quase dez vezes menos do que no começo, a 17 de novembro. A France Presse refere que Eric Drouet, um dos rostos mais visíveis do movimento, apelou à presença massiva de coletes amarelos nas ruas parisienses, dirigindo uma mensagem vídeo a todos os "marselheses, bordeleses, toulousenses", entre outros, sem esquecer italianos, belgas, holandeses ou polacos.



Notícias relacionadas

Cerca de 31 mil 'coletes amarelos' protestam em França
Segundo dados divulgado pelo governo francês, cerca de 31 mil 'coletes amarelos' manifestavam-se hoje a meio do dia em toda a França no quarto grande dia de protestos. Já houve mais de 700 detenções, 575 das quais em Paris.