Escolha as suas informações

Pequenos grupos de Coletes Amarelos em escaramuças em Paris. 20 detidos
Mundo 17.11.2019

Pequenos grupos de Coletes Amarelos em escaramuças em Paris. 20 detidos

Pequenos grupos de Coletes Amarelos em escaramuças em Paris. 20 detidos

Foto: AFP
Mundo 17.11.2019

Pequenos grupos de Coletes Amarelos em escaramuças em Paris. 20 detidos

Pequenos grupos de elementos do movimento "coletes amarelos" envolveram-se este domingo em algumas escaramuças em Paris, enquanto a polícia manteve uma atitude firme com centenas de controlos e duas dezenas de detenções até ao início da tarde.

A principal ação surpresa dos Coletes Amarelos foi a ocupação por dezenas de pessoas dos armazéns Galerias Lafayette, que a convocação nas redes sociais classificava de "um templo do consumo".

A polícia interveio rapidamente para retirar os militantes, mas a loja decidiu encerrar as portas o resto do dia.

Também foram feitas outras convocatórias, com pouca resposta, para o bairro Les Halles e a praça da Bastilha.

A prefeitura da polícia indicou na rede social Twitter que até às 13h00 locais (12h00 em Lisboa) tinham sido detidas 20 pessoas.

Até essa hora, os agentes tinham realizado 639 controlos para fazer cumprir a proibição de manifestações durante o fim de semana em grande número dos bairros centrais da capital francesa.

Para evitar mobilizações no dia em que se assinala o primeiro aniversário do início dos protestos dos Coletes Amarelos, a 17 de novembro de 2018, foram encerradas 29 estações de metropolitano e cinco de comboios suburbanos.

O ministro do Interior, Christophe Castaner, disse hoje ao canal BFMTV que no sábado foram detidas nos protestos 254 pessoas em todo o país, 173 das quais em Paris.

As autoridades indicaram que as manifestações de sábado juntaram em França 28.000 pessoas (4.700 em Paris), o que representa dez vezes menos que os primeiros protestos há um ano.

Lusa 


Notícias relacionadas

Coletes amarelos a perder gás este fim de semana
A mobilização dos “coletes amarelos” registou hoje um claro recuo em toda a França, com cerca de 66.000 manifestantes às 18:00, em vez dos 126.000 contabilizados à mesma hora no sábado passado, segundo números fornecidos pelo Ministério do Interior