Escolha as suas informações

Pentágono polui mais que Portugal
Mundo 14.06.2019

Pentágono polui mais que Portugal

Pentágono polui mais que Portugal

Foto: AP
Mundo 14.06.2019

Pentágono polui mais que Portugal

Se fosse um país, a defesa norte-americana estaria à frente de Portugal na emissão de gases com efeitos de estufa.

 As operações militares dos Estados Unidos provocam anualmente mais emissões de gases com efeito de estufa do que Portugal, revela um estudo apresentado ontem e noticiado no jornal inglês Guardian. O estudo, da autoria de Neta Crawford, académica da Brown University, sustenta que se o departamento de defesa dos Estados Unidos (Pentágono) fosse considerado um país, seria o 55º maior emissor de gases com efeitos de estufa para a atmosfera. No último cálculo, de 2017, Portugal situa-se na 57ª posição, de acordo com o Global Carbon Atlas.

No estudo “Combustível do Pentágono, alterações climáticas e os custos da guerra”, a investigadora Neta Crawford calcula as emissões realizadas pelas forças armadas dos EUA entre 1975 e 2017.

“As maiores fontes militares de emissão de gases com efeito de estufa são edifícios e combustível. O Departamento de Defesa mantém mais de 560 mil edifícios em cerca de 500 instalações militares internamente e no estrangeiro, que contribuem para 40% das suas emissões de gases”, diz a investigadora.

70% do consumo de energia do Pentágono, deve-se à movimentação de tropas e armamento, salientou a investigadora, que alertou para o facto de ser possível reduzir grandemente as emissões, incluindo fazendo a transição nas bases militares para energias renováveis e evitando as operações de defesa do acesso ao petróleo no Golfo Pérsico.

Neste momento, o Pentágono é um enorme consumidor de combustíveis fósseis, só em 2016, consumiu 86 milhões de barris de combustível. 

 Desde 2001, apurou a investigadora, a instituição foi responsável por 77% a 80% do consumo total de energia efetuado pelo Governo federal norte-americano  


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.