Escolha as suas informações

Pandemia já provocou mais de 610 mil mortes e 14,7 milhões de infetados
Mundo 2 min. 21.07.2020

Pandemia já provocou mais de 610 mil mortes e 14,7 milhões de infetados

Pandemia já provocou mais de 610 mil mortes e 14,7 milhões de infetados

AFP
Mundo 2 min. 21.07.2020

Pandemia já provocou mais de 610 mil mortes e 14,7 milhões de infetados

Lusa
Lusa
Entre os paises afetados, a Bélgica é o que concentra um maior número de mortos em relação à sua população.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 610.604 mortos em todo o mundo, entre os 14.736.130 casos de infeção diagnosticados, segundo um balanço da agência France Presse (AFP) baseado em dados oficiais.

Pelo menos 8.150.900 pessoas conseguiram curar-se da doença, em 196 países e territórios desde o início da pandemia. 

Na segunda-feira, foram registados 4.323 novos óbitos e 212.052 novos casos em todo o mundo. Os países com o maior número de novos mortos registados na segunda-feira foram o Brasil (632), a Índia (587) e nos Estados Unidos (435).

Os Estados Unidos são o país mais afetado tanto em número de mortos como em casos, com 140.909 mortos em 3.830.121 casos registados, segundo a contagem da Universidade John Hopkins, que indica que neste país pelo menos 1.160.087 pessoas já foram consideradas curadas.

Depois dos Estados Unidos, os países mais afetados são o Brasil, com 80.120 mortos em 2.118.646 casos, o Reino Unido, com 45.312 mortos (295.372 casos), o México, com 39.485 mortos (349.396 casos), e a Itália, com 35.058 mortos em 244.624 casos.

Entre os países mais afetados, a Bélgica é o que concentra um maior número de mortos em relação à sua população, com 85 mortos por cada 100 mil habitantes, seguida pelo Reino Unido (67), Espanha (61), Itália (58) e Suécia (56).

A China, sem contabilizar os territórios de Macau e Hong Kong, declarou oficialmente 83.693 casos (11 novos entre segunda-feira e hoje), dos quais 4.634 mortos (0 novos) e 78.817 curados.

A Europa totalizava hoje, ao meio-dia, 205.816 mortos em 2.971.431 casos, a América Latina e Caraíbas 164.216 mortes em 3.880.684 casos, os Estados Unidos e o Canadá 149.793 mortes (3.941.552 casos), a Ásia 51.805 mortes (2.166.106 casos), o Médio Oriente 23.403 mortes (1.024.374 casos), a África 15.416 mortes (737.948 casos) e a Oceânia 155 mortes em 14.043 casos.

Segundo a AFP, o número de casos diagnosticados reflete apenas uma fração do número real de contaminações, dado que alguns países testam apenas os casos mais graves, outros utilizam testes prioritários para a triagem e vários países mais pobres dispõem de capacidades limitadas de despistagem.

O balanço da AFP foi realizado a partir de dados recolhidos pelos escritórios da agência junto das autoridades nacionais competentes e informações da Organização Mundial da Saúde (OMS). 

A doença covid-19 é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

De acordo com o último boletim epidemiológico, de segunda-feira, desde o início da pandemia registam-se em Portugal 4.771 casos de infeção e morreram 1.691 pessoas.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas