Escolha as suas informações

Pai de Boris Johnson viaja para a Grécia violando as regras impostas pelo filho
Mundo 2 min. 02.07.2020

Pai de Boris Johnson viaja para a Grécia violando as regras impostas pelo filho

Pai de Boris Johnson viaja para a Grécia violando as regras impostas pelo filho

AFP
Mundo 2 min. 02.07.2020

Pai de Boris Johnson viaja para a Grécia violando as regras impostas pelo filho

Lusa
Lusa
O primeiro-ministro britânico decretou "apenas viagens essenciais". E a Grécia impõe a quarentena a quem chega do Reino Unido. Stanley Johnson contornou as duas medidas.

O pai do primeiro-ministro britânico viajou para a Grécia, onde possui uma casa de férias, através da Bulgária contornando a quarentena imposta aos turistas e desafiando as orientações do Reino Unido contra viagens desnecessárias, revelou o jornal Daily Mail. 

O pai de Boris Johnson, Stanley (na foto), alegou que tinha viajado até à sua propriedade na zona de Pelion, cerca de 100 quilómetros a sudeste da cidade de Larissa, para a preparar para a época turística, durante a qual aluga a casa de quatro quartos e piscina junto à praia.    

"Estou em Pelion, para tratar de assuntos essenciais, para tentar tornar a minha propriedade à prova de Covid, tendo em vista a próxima temporada de aluguer. Preciso de definir medidas de distanciamento na propriedade, porque eles estão a levar isso muito a sério aqui”, justificou ao jornal.

Desde meados de março que o ministério dos Negócios Estrangeiros britânico aconselha os cidadãos a não fazerem viagens desnecessárias ao estrangeiro devido à pandemia covid-19.  

Stanley Johnson viajou de Londres até Sófia, na Bulgária, e de lá então para Atenas, contornando assim a medida grega que obriga à quarentena de 14 dias a quem chega do Reino Unido.

As autoridades gregas anunciaram na segunda-feira que iriam manter uma obrigação de quarentena de duas semanas para as pessoas que cheguem do Reino Unido até 15 de julho, mas removeu as restrições para as entradas pela fronteira búlgara em 15 de junho.  

Foto: AFP

 À chegada à capital grega foi sujeito a verificações de temperatura e recolha de amostras de saliva devido à pandemia covid-19.  Na viagem, colocou na sua conta de instagram uma foto sua no aeroporto de máscara e dois vídeos de Atenas vista do céu, antes do avião começar a aterrar.  


Reino Unido. Leicester volta ao confinamento para controlar aumento de casos
Morreram 43 mil pessoas no Reino Unido desde o inicio da pandemia de coronavírus.

 O governo britânico tem estado a avaliar a negociação de corredores com certos países para permitir a partida em férias de turistas britânicos, deixando de exigir a quarentena de 14 dias atualmente obrigatória para todas as chegadas do estrangeiro. 

"Precisamos de abrir essas pontes aéreas o mais rápido possível. Pelo que vi, a chegada dos britânicos não será um perigo para os gregos, porque eles são muito cuidadosos aqui”, garantiu Stanley Johnson.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas