Escolha as suas informações

Breves Mundo 05.12.2018

ONU intensifica luta contra poluição do plástico no mar

A presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas, a equatoriana Maria Fernanda Espinosa, afirmou a sua vontade de intensificar a luta global contra a poluição de plásticos.

“Oitenta por cento dos plásticos acabam nos oceanos. Vamos entre as oito e as 12 milhões de toneladas por ano”, disse a presidente, numa conferencia de imprensa em que esteve acompanhada pelo primeiro-ministro de Antiga e Barbuda, Gaston Browne.

Segundo Maria Fernanda Espinosa, até 2050 haverá “mais plástico no mar do que peixes”.

“Os microplásticos são encontrados no sal e na água e, por isso, presume-se que cada pessoa no planeta tenha plástico no seu corpo”, explicou.

A intensificação da luta global visa complementar os esforços já feitos, entre outros, por várias agências das Nações Unidas, frisou.

Em fevereiro, a agência das Nações Unidas para o ambiente iniciou uma campanha global, denominada ‘#OceansPropres’, para impedir o desperdício de plástico.

Lançada na Cimeira Ocean World, realizada em Bali, na Indonésia, a campanha exorta os governos a adotarem políticas de redução de plástico, solicitando às indústrias para minimizarem as embalagens de plástico e a repensarem a conceção dos produtos, antes que os oceanos sejam irreversivelmente danificados.

A ação da presidente da Assembleia Geral visa intensificar, através das Nações Unidas, a consciencialização dos danos causados pelo plástico e limitar o uso nas suas agências.

Lusa

Breves Mundo 19.08.2019

Aterragem violenta em Ponta Delgada causa danos em avião da Delta Airlines

 Um avião da Delta Airlines efetuou domingo à noite uma aterragem violenta no Aeroporto de Ponta Delgada, nos Açores, causando danos na fuselagem e no trem de aterragem, disseram à agência Lusa fontes do setor da aviação.

Segundo as mesmas fontes, o Boeing 757, proveniente do Aeroporto JFK, em Nova Iorque, Estados Unidos da América, "fez uma 'hard landing' (aterragem dura) na pista 12 do Aeroporto de Ponta Delgada João Paulo II”, na ilha de São Miguel, perto das 09:30 (hora local de Lisboa).

O forte embate na pista de aterragem provocou danos na fuselagem e o trem de aterragem do avião desta companhia norte-americana, não havendo registo de feridos.