Escolha as suas informações

Obama ao ataque: "Trump é um sintoma, não a causa"

Obama ao ataque: "Trump é um sintoma, não a causa"

Foto: Reuters
Mundo 07.09.2018

Obama ao ataque: "Trump é um sintoma, não a causa"

Ex-presidente discursou na Universidade de Illinois, criticando também o Partido Republicano.

"Isto não começou com Donald Trump, ele é um sintoma, não a causa. só está a capitalizar o ressentimento que os políticos levam anos a alimentar", defendeu o ex-presidente norte-americano, Barack Obama, num discurso inflamado que produziu na Universidade de Illinois.

Foi a primeira vez, desde as presidenciais de 2016, que Obama pronunciou em público o nome do seu sucessor na presidência e também aproveitou a oportunidade em que foi receber um galardão para atacar o Partido Republicano e exortar os jovens a uma participação massiva nas eleições intercalares de novembro. 

"O que se passou com o Partido Republicano? O seu princípio fundamental em política externa era o combate ao comunismo e agora são amigos do ex-chefe do KGB", afirmou, referindo-se a Vladimir Putin. E acrescentou: "Não estou em comunicação com Abraham Lincoln, mas não era isto que se pretendia quando ajudámos a criar o Partido Republicano - não é conservador, portanto não é normal, é radical". 

E, sobre as farpas que Trump vai lançando contra o Departamento de Justiça por causa das investigações sobre a interferência russa nas presidenciais de 2016 e acerca do alegado conluio com o atual ocupante da Casa Branca, Obama indicou: "Não deveria ser uma questão partidária o facto de não se pressionar o procurador-geral ou o FBI". 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas