Escolha as suas informações

"O Trump tropical". Trump garante apoio a Bolsonaro
Mundo 08.09.2022
Presidenciais Brasil

"O Trump tropical". Trump garante apoio a Bolsonaro

Presidenciais Brasil

"O Trump tropical". Trump garante apoio a Bolsonaro

Mundo 08.09.2022
Presidenciais Brasil

"O Trump tropical". Trump garante apoio a Bolsonaro

AFP
AFP
"Quando era Presidente dos EUA, não havia outro líder que me ligasse mais do que Jair."

O ex-Presidente Donald J. Trump manifestou-se a favor do seu "protegido" Jair Bolsonaro, apoiando oficialmente a candidatura do atual presidente a mais um mandato de quatro anos. 

"'O Trump Tropical', como é carinhosamente chamado, fez um GRANDE trabalho para o maravilhoso povo do Brasil", escreveu Trump no seu site de comunicação social, Truth Social. 

"Quando era Presidente dos EUA, não havia outro líder do país que me ligasse mais do que Jair". 

Antigo congressista e ex-capitão do exército, Bolsonaro abalou a política brasileira em 2018 ao chegar a Presidente. O populista de direita modelou a sua imagem depois à de Trump, e conquistou os eleitores com a promessa de erradicar a corrupção e de ser duro com o crime. 

"O Presidente Bolsonaro ama o Brasil para além de tudo o resto", escreveu Trump. "Ele é um homem maravilhoso, e tem o meu completo e total apoio!". Tanto a oposição política do Brasil como os aliados internacionais se preocupam com o facto de Bolsonaro ir mais longe e contestar os resultados das eleições. Nos últimos meses, Bolsonaro intensificou falsas alegações de que o sistema de votação eletrónica da sua nação é suscetível de ser manipulado. 

Primeira volta realiza-se a 2 de outubro

Nas eleições de outubro, Bolsonaro enfrenta o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está à frente em todas as principais sondagens. Os brasileiros têm ficado cada vez mais frustrados com a sua retórica belicosa, e o aumento dos preços de produtos básicos como os alimentos têm levantado dúvidas sobre a capacidade de Bolsonaro para gerir a maior economia da América Latina. A primeira volta realiza-se no dia 2 de outubro. 

 Os EUA têm uma política permanente de não escolher um lado nas eleições das outras nações, dizendo que os votos devem refletir os desejos da sua população. Ainda assim, os presidentes violaram essa regra e fizeram pouco segredo dos seus pensamentos, como quando Barack Obama expressou a sua oposição ao Brexit antes da votação, e Bill Clinton atirou o apoio dos EUA à reeleição de Boris Ieltsin, em 1996. 

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas