Escolha as suas informações

No Luxemburgo: Chefes de diplomacia da UE discutem hoje crise de refugiados
Mundo 05.09.2015

No Luxemburgo: Chefes de diplomacia da UE discutem hoje crise de refugiados

Rui Machete, o ministro português está no Luxemburgo

No Luxemburgo: Chefes de diplomacia da UE discutem hoje crise de refugiados

Rui Machete, o ministro português está no Luxemburgo
Fotos: Manuel Dias
Mundo 05.09.2015

No Luxemburgo: Chefes de diplomacia da UE discutem hoje crise de refugiados

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia, reunidos no Luxemburgo desde sexta-feira no tradicional encontro informal de 'rentrée', vão discutir hoje a crise migratória e de refugiados, que tem dividido os Estados-membros.

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia, reunidos no Luxemburgo desde sexta-feira no tradicional encontro informal de 'rentrée', vão discutir hoje a crise migratória e de refugiados, que tem dividido os Estados-membros. 

Esta reunião, na qual participa o ministro Rui Machete, ocorre em plena crise de refugiados, com a União Europeia pressionada a chegar a um acordo, face à escalada do drama de imigrantes que têm morrido “às portas” da Europa, ou já dentro das suas fronteiras, e tem lugar poucos dias antes de a Comissão Europeia apresentar propostas concretas para fazer face à situação, o que deverá suceder na próxima quarta-feira, em Estrasburgo. 

A questão que mais trocas de acusações tem suscitado entre os 28 prende-se com o mecanismo de distribuição dos refugiados pelos Estados-membros, que agora Alemanha e França defendem que deve ter um sistema de quotas vinculativas, o que é do desagrado de alguns países. 

Na sexta-feira, o Alto-Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, António Guterres, apelou à distribuição de pelo menos 200.000 refugiados (enquanto os planos de Bruxelas têm apontado para um número próximo dos 120.000), defendendo também que todos os Estados-membros devem ter a obrigação de participar neste programa. 

Na véspera, o Governo português, pela voz do ministro adjunto Miguel Poiares Maduro, indicou que Portugal tem disponibilidade para acolher mais refugiados do que os 1.500 que têm sido referidos, e anunciou a constituição de um grupo de coordenação a nível nacional sobre esta matéria, posição que Rui Machete deverá transmitir hoje aos seus homólogos, durante uma discussão que se prevê acesa entre os chefes de diplomacia europeus.  


Notícias relacionadas

Jean Asselborn: Refugiados: "Tem de haver uma solução europeia"
O ministro dos Negócios Estrangeiros do Luxemburgo, Jean Asselborn, afirmou esta atarde que a crise dos refugiados que chegam à Europa tem de ter "uma solução europeia e não nacional". O ministro luxemburguês falava no final da reunião informal dos ministros dos Negócios Estrangeiros da UE, que decorreu no Luxemburgo.
Asselborne à conversa com o ministro húngaro dos Negócios Estrangeiros, à direita na foto
Portugal quer quotas obrigatórias de distribuição de refugiados
O ministro dos Negócios Estrangeiros declarou hoje, no Luxemburgo, que Portugal tem que “fazer um esforço de generosidade" no quadro de solidariedade europeia face à crise migratória, estando disposto a aumentar a oferta de acolhimento de 1.500 refugiados. Machete apoia a proposta franco-alemã de um sistema de quotas obrigatórias de distribuição de refugiados.