Escolha as suas informações

Neonazis alemães vigiavam polícia para lançar vaga de atentados terroristas
Mundo 07.07.2020

Neonazis alemães vigiavam polícia para lançar vaga de atentados terroristas

Neonazis alemães vigiavam polícia para lançar vaga de atentados terroristas

Foto: Jens Kalaene/dpa-Zentralbild/dpa
Mundo 07.07.2020

Neonazis alemães vigiavam polícia para lançar vaga de atentados terroristas

O grupo de extrema-direita Freie Kräfte Prignitz foi alvo de uma operação policial na passada semana.

Em mais uma operação contra as forças de extrema-direita, a polícia alemã efetuou uma série de buscas contra uma rede neonazi que permitiu apreender diverso tipo de armamento e duas dezenas de telemóveis assim como vários computadores. Este grupo preparava, de acordo com as autoridades, uma série de atentados e vigiava a polícia alemã com o objetivo de a neutralizar.

O grupo que se auto-denominou Freie Kräfte Prignitz (Forças Livres de Prignitz) levou a cabo um sistemático trabalho de inteligência e espionagem contra a polícia de Potsdam, cidade nos arredores de Berlim. De acordo com informação divulgada pela polícia judiciária do Land Brandenburgo, esta rede neonazi tinha listas com informações pessoais dos agentes da polícia, das suas famílias, dos seus locais de trabalho e funções e tinha identificado as viaturas de serviço descaraterizadas que os agentes usam regularmente.

A polícia não considera, contudo, que as informações recolhidas servissem para a organização de atentados contra os agentes, mas sim para elaboração de métodos para impedir que estes pudessem intervir.

Os atentados terroristas que os neonazis tinha na forja apontavam para outros objetivos. Um dos alvos seria uma mesquita na cidade de Wittenberg, em Prignitz, que era suposto ser incendiada por cocktails molotov lançados por um comando de seis homens. Estavam também planeados atentados contra lojas de comerciantes com origem estrangeira.

As buscas levadas a cabo na semana passada envolveram seis locais de concentração neonazis, nas regiões de Brandenburg, Sachsen-Anhalt e Mecklenburg-Vorpommern. Aí foram apreendidas armas de fogo, munições de alarme e munições reais, armas brancas, símbolos e propaganda neonazi.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.