Escolha as suas informações

Navalny transferido para "prisão de alta segurança" em local desconhecido
Mundo 2 min. 14.06.2022
Sentença

Navalny transferido para "prisão de alta segurança" em local desconhecido

Sentença

Navalny transferido para "prisão de alta segurança" em local desconhecido

Photo: AFP
Mundo 2 min. 14.06.2022
Sentença

Navalny transferido para "prisão de alta segurança" em local desconhecido

Redação
Redação
Antes de ser transferido, Alexei Navalny recebeu ameaças de reclusos de uma prisão de alta segurança. "A minha sentença ainda não começou, mas os reclusos da prisão de alta segurança de Melekhovo escreveram a dizer que está a ser preparada lá uma 'prisão dentro da prisão' para mim".

O líder da oposição russa, Alexei Navalny, foi transferido para uma nova prisão "alta segurança" em paradeiro desconhecido, avançou a sua equipa nesta terça-feira. 

Olga Mikhailova, uma das advogadas, disse à agência TASS que, quando chegou a Pokrov (prisão a 119 quilómetros a leste de  prisional), foi-lhe dito: "Aqui não existe tal prisioneiro".  

A porta-voz do maior opositor de Vladimir Putin, Kira Yarmysh, disse, citada pela Reuters, que havia especulações de que tinha sido levado para a "prisão de alta segurança" IK-6 Melekhovo, a cerca de 250 quilómetros de Moscovo. "O problema com a sua transferência para outra colónia não é apenas que prisão é muito mais assustadora: é que não sabemos nada sobre Alexei". 

Em maio deste ano, Navalny deu a entendeu que sabia da transferência, apesar de não ser oficial, através de cartas ameaçadoras de reclusos. "A minha sentença ainda não começou, mas os reclusos da prisão de alta segurança de Melekhovo escreveram a dizer que está a ser preparada lá uma 'prisão dentro da prisão' para mim", referiu Navalny no Telegram.

Segundo o opositor do regime russo, se se pesquisar a palavra Melekhovo na Internet, aparecem histórias de presos a contar "como lhes foram arrancadas as unhas". "Bem, nessa altura terei motivos para usar esse emoji que está na moda", ironizou, apresentando um ícone digital com uma mão com unhas pintadas.

Em março, foi condenado a mais nove anos de prisão por alegada fraude. A pena, que se somou à anterior, de dois anos e meio, foi ditada enquanto Navalny já estava na prisão, onde cumpre pena por um processo antigo que inclui uma multa de 1,2 milhão de rublos (cerca de 11.300 euros).

A procuradoria da Justiça russa tinha pedido uma pena de 13 anos de prisão para Navalny, que também foi considerado culpado por desacatos em tribunal, acusando-o de ter desviado, juntamente com os seus colaboradores cerca de 23 mil euros das doações feitas à sua organização contra a corrupção.

O Fundo de Luta Contra a Corrupção (FBK na sigla em russo), criado por Navalny, que combate o enriquecimento ilícito de altos funcionários russos, foi proibido no país em junho de 2021, já que a sua atividade foi considerada "extremista".

Considerado uma das vozes mais críticas do Kremlin (presidência russa), Navalny está a cumprir, desde fevereiro de 2021, uma pena de prisão de dois anos e meio por outro caso de alegada fraude em 2014.

Em 2020, o líder da oposição, de 45 anos, passou vários meses em tratamento na Alemanha depois de sobreviver ao envenenamento por um agente nervoso, pelo qual culpou o Presidente russo.


(Com agências)

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O opositor russo Alexei Navalny compareceu hoje em tribunal, acusado de ter violado um controlo judicial, um caso que o pode atirar para a prisão por vários anos, apesar da pressão ocidental e do movimento de protesto na Rússia.
Os serviços prisionais russos (FSIN) detiveram hoje o opositor russo Alexei Navalny à chegada a Moscovo, acusando-o de ter violado os termos de uma pena de prisão suspensa a que foi condenado em 2014.