Escolha as suas informações

Navalny. Opositor russo publica fotografia e diz que já consegue respirar sozinho
Mundo 2 min. 15.09.2020

Navalny. Opositor russo publica fotografia e diz que já consegue respirar sozinho

Navalny. Opositor russo publica fotografia e diz que já consegue respirar sozinho

Foto: AFP
Mundo 2 min. 15.09.2020

Navalny. Opositor russo publica fotografia e diz que já consegue respirar sozinho

Redação
Redação
O maior crítico de Putin surge na cama do hospital em Berlim junto da mulher e dos filhos. França confirmou ontem envenenamento como tentativa de assassinato.

O opositor russo Alexei Navalny publicou esta terça-feira no Instagram uma fotografia do próprio no hospital com uma mensagem afirmando que consegue respirar sem ventilador pela primeira vez desde que foi supostamente envenenado, em finais de agosto.

"Olá, sou Navalny. Tenho sentido a vossa falta. Ainda não consigo fazer quase nada, mas ontem [segunda-feira] consegui respirar sozinho o dia inteiro", escreveu junto da foto, em que aparece com os olhos abertos, sentado numa cama de hospital, acompanhado de mulher, aos seus 1,7 milhões de seguidores nesta rede social, segundo a AFP.

Foto: AFP

"Sozinho, sem ajuda extra, nem mesmo uma válvula na garganta. Agradou-me muito, é um processo espantoso, subestimado por muita gente. Recomendo", acrescentou na mensagem, a primeira que publica desde 20 de agosto. 


Laboratórios em França e na Suécia confirmam envenenamento de Navalny
O Governo alemão reforça que "este envenenamento" constitui uma "grave violação" da Convenção sobre Armas Químicas.

Na imagem do Instagram o opositor surge muito magro na cama do hospital com a sua mulher Júlia abraçada a ele, e com os seus dois filhos de máscara. Daria e Zahar são fruto de um casamento anterior. 

O regresso à Rússia

O maior crítico de Puttin já pensa em regressar à Rússia quando estiver recuperado, declarou a sua porta-voz Kira Yarmysh. "Nunca se colocou sequer outra questão", frisou Yarmysh à AFP.  "Compreendo a razão da pergunta mas ainda assim acho estranho que se possa pensar" que Navalni possa ir para o exílio, comentou a assessora no Twitter.  

Alexei Navalny, vítima de uma tentativa de envenenamento na Sibéria, segundo as autoridades alemãs, deixou de precisar de "ventilação artificial", indicou o hospital de Berlim onde está a ser assistido.    


Moscovo acusa Alemanha de "acusações infundadas e ultimatos"
A Rússia insiste que nenhum vestígio de veneno foi detetado pelos médicos russos no corpo de Navalny.

Envenenamento confirmado

Um laboratório militar alemão concluiu a 3 de setembro, que o opositor russo, de 44 anos, foi envenenado com um agente neurotóxico do tipo novichok, desenvolvido para fins militares na época soviética.

Laboratórios franceses e suecos anunciaram na segunda-feira ter confirmado as conclusões alemãs. Para Londres, o GRU, os serviços secretos militares russos, é o principal suspeito. Paris e Berlim insistiram novamente nesse mesmo dia na necessidade de uma investigação russa. 

Moscovo recusar investigar

Só que Moscovo recusa-se abrir uma investigação criminal sobre o caso argumentando os médicos russos que não identificaram quaisquer substâncias tóxicas no corpo de Navalny quando este foi hospitalizado na Sibéria.

Aliás, o chefe dos serviços secretos estrangeiros Sergei Narychkin declarou ter "muitas questões a colocar ao lado alemão", porque "quando Alexei Navalny deixou o território russo, não havia substância tóxica no seu corpo". As declarações deste responsável foram citadas pelas agências noticiosas russas que adiantam que o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, também expressou a sua   "incompreensão", dado que Moscovo não recebeu os dados sobre a saúde do adversário que foram solicitados em Berlim.


Navalny. Von der Leyen exige responsabilidades por “ato desprezível e cobarde”
A presidente da Comissão Europeia exige: “Os culpados têm de ser levados à justiça”.

A Rússia questiona, portanto, a fiabilidade dos testes alemães, encarando-os como um pretexto para a União Europeia ameaçar o país com mais sanções.

Navalny está hospitalizado desde 22 de agosto no hospital universitário Charité de Berlim, para onde foi transferido da Sibéria, onde esteve internado dois dias depois de perder a consciência durante um voo para Moscovo.

(Com LUSA e AFP)

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Alexei Navalny sai do coma após envenenamento
O opositor russo, vítima de um envenenamento na Rússia, saiu do coma induzido e vai "por etapas" deixar de recorrer ao ventilador, anunciou hoje o hospital La Charité, em Berlim, onde está internado.