Escolha as suas informações

Mulheres do Afeganistão obrigadas a usar burca em público
Mundo 07.05.2022 Do nosso arquivo online
Retrocesso

Mulheres do Afeganistão obrigadas a usar burca em público

Retrocesso

Mulheres do Afeganistão obrigadas a usar burca em público

Mundo 07.05.2022 Do nosso arquivo online
Retrocesso

Mulheres do Afeganistão obrigadas a usar burca em público

Lusa
Lusa
Esta é considerada a mais severa restrição à liberdade das mulheres desde o regresso dos talibãs ao poder.

  O líder supremo do Afeganistão ordenou hoje que as mulheres afegãs usassem burca em público, num claro sinal de retrocesso e promessas não cumpridas com o regresso dos talibãs ao poder.

 "As mulheres que não são nem demasiado jovens nem demasiado velhas devem velar o seu rosto quando encontram um homem que não é membro da sua família" de forma a evitar provocações, indica o decreto tornado hoje público e citado pela agência France-Presse (AFP).

Esta obrigação é considerada a mais severa restrição à liberdade das mulheres desde o regresso dos talibãs ao poder.  

"Devem usar o chadri [outro nome para a burca] porque é tradicional e respeitoso", refere o decreto assinado por Hibatullah Akhundzada, o líder talibã afegão.

O documento acrescenta ainda que, caso não tenham algo a fazer no exterior, é "melhor para elas ficarem em casa".

Forte repressão

A imposição da burca tinha sido já praticada durante a primeira vez em que os talibãs estiveram no poder, entre 1996 e 2001, que ficou marcado pela forte repressão dos direitos das mulheres em conformidade com a sua interpretação da 'sharia'.


Um grupo de mulheres ativistas afegãs numa conferência de imprensa em Cabul, onde pediram recentemente a reabertura das escolas secundárias para raparigas por todo o país.
Afeganistão. Mulheres proibidas de viajar de avião sem familiar masculino
Os taliban ordenaram às companhias aéreas do país que não embarquem mulheres que não estejam acompanhadas.

Após voltarem ao poder em agosto, depois de uma ocupação de 20 anos pelos Estados Unidos da América e seus aliados, os talibãs prometeram que iriam ser mais flexíveis.

No entanto, renegaram as suas promessas, revertendo gradualmente os direitos e afastando 20 anos de liberdades para as mulheres.

As mulheres estão agora, em grande parte, excluídas dos empregos governamentais e estão proibidas de viajar sozinhas.

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas