Escolha as suas informações

MpD vence autárquicas em Cabo Verde
Mundo 2 min. 05.09.2016 Do nosso arquivo online
Partido no Governo

MpD vence autárquicas em Cabo Verde

O MpD venceu 19 das 22 autarquias de Cabo Verde
Partido no Governo

MpD vence autárquicas em Cabo Verde

O MpD venceu 19 das 22 autarquias de Cabo Verde
Foto: Lusa
Mundo 2 min. 05.09.2016 Do nosso arquivo online
Partido no Governo

MpD vence autárquicas em Cabo Verde

O partido no poder em Cabo Verde, Movimento para a Democracia (MpD), venceu as autárquicas de domingo no país, conquistando 17 das 22 câmaras municipais, quando estavam contadas 93,7% das mesas de voto.

O partido no poder em Cabo Verde, Movimento para a Democracia (MpD), venceu as autárquicas de domingo no país, conquistando 19 das 22 câmaras municipais, quando estavam contadas 99,5% das mesas de voto.

Já a líder do maior partido da oposição, Janira Hopffer Almada, do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) foi a grande derrotada ao vencer apenas duas câmaras municipais, tendo posto o lugar à disposição.

Segundo os resultados provisórios divulgados no site oficial sobre as eleições autárquicas (www.eleicoes.gov.cv), o MpD venceu 19 das 22 câmaras municipais (86,4%), mais três do que nas eleições anteriores, reforçando o seu estatuto de maior partido autárquico cabo-verdiano.

O partido no poder manteve o poder em câmaras como a da Praia, São Vicente e Santa Catarina de Santiago, e venceu ainda todas as três na ilha de Santo Antão, inclusive Porto Novo, que era governado pelo PAICV.

Pela primeira vez, o MpD conquistou câmaras no Fogo (São Filipe e Santa Catarina), ilha tida como bastião do PAICV, e “roubou” São Salvador do Mundo, São Lourenço dos Órgãos (ambos em Santiago) e Ribeira Brava (São Nicolau) ao PAICV.

De acordo com os resultados, o MpD manteve ainda as câmaras de Tarrafal de São Nicolau, Sal, Maio, Tarrafal de Santiago, São Miguel, Santa Catarina de Santiago, São Domingos e Brava.

Já o PAICV, venceu apenas em duas câmaras municipais, menos seis do que tinha conseguido há quatro anos: Santa Cruz, em Santiago, e Mosteiros (Fogo). Na ilha da Boavista, que era governado pelo MpD, a vitória foi para o grupo independente BASTA, liderado pelo deputado do mesmo partido José Luís Santos, que avançou após não contar com o apoio do partido.

Segundo os resultados aos 99,5% das mesas de voto, a abstenção situa-se nos 41,7%, até agora a terceira taxa mais elevada na história das sete eleições municipais no país.

Segundo os resultados, o MpD deverá contar com 18 das 22 assembleias municipais, contra três do PAICV e uma do grupo independente BASTA.

Ulisses Correia e Silva, presidente do MpD e primeiro-ministro de Cabo Verde sai reforçado destas eleições autárquicas, depois de ter ganho as legislativas de Março.

De acordo com os analistas, o MpD está melhor posicionado para vencer também as presidenciais deste ano, a 2 de Outubro.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

As relações entre o novo governo de Cabo Verde e o Luxemburgo vão continuar a ser marcadas pela cooperação. A garantia foi dada ontem pelo novo ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades do arquipélago, à chegada ao Grão-Ducado. Luís Filipe Tavares, que tem família no Luxemburgo há mais de 40 anos, chegou a jogar futebol com os conterrâneos no país, nos anos 80, quando estudada em França.
Luís Filipe Tavares é o primeiro membro do novo governo do MpD a visitar o Luxemburgo
O Movimento para a Democracia (MpD), liderado por Ulisses Correia e Silva, venceu hoje com maioria absoluta às eleições legislativas em Cabo Verde, conquistando 53,7 por cento dos votos, segundo os resultados oficiais provisórios.