Escolha as suas informações

"Motivação xenófoba". Ataques na Alemanha terão dedo da extrema-direita
Mundo 2 min. 20.02.2020

"Motivação xenófoba". Ataques na Alemanha terão dedo da extrema-direita

"Motivação xenófoba". Ataques na Alemanha terão dedo da extrema-direita

Foto: AFP
Mundo 2 min. 20.02.2020

"Motivação xenófoba". Ataques na Alemanha terão dedo da extrema-direita

Alemão com licença e porte de arma, o alegado autor dos disparos gravou um vídeo e escreveu uma carta. As autoridades estão a investigar as aparentes ligações à extrema-direita.

O duplo tiroteio que fez nove mortos e pelo menos cinco feridos na "cidade pacata" de Hanau teve "motivação xenófoba", segundo a Procuradoria Federal alemã. 

Fonte citada pelos investigadores garante que o suspeito que foi encontrado morto em casa, esta madrugada, tinha ligações à extrema-direita. A BBC garante que os clientes que foram surpreendidos pelos disparos nos dois bares de cachimbos de água eram maioritariamente curdos. 

Foto: AFP

Alemão com licença e porte de arma, o alegado autor dos disparos gravou um vídeo e escreveu uma carta. Foi identificado e localizado depois da polícia ter encontrado revistas sobre tiro e munições num carro abandonado. A agência de notícias alemã adianta que as autoridades já estão a examinar a autenticidade das provas recolhidas no apartamento onde, além do suspeito, encontraram outro corpo morto ainda não identificado. Entretanto a imprensa alemã garante que a gravação se refere a uma "teoria da conspiração sobre os maus tratos a crianças nos Estados Unidos". 

Aos jornalistas, o porta-voz da Procuradoria Federal em Hanau, Marcus Jung, limitou-se por sua vez a confirmar o número de mortos e adiantar que as autoridades acreditam que "não há mais do que um atacante". Sobre o vídeo nem uma palavra. 

De acordo com a imprensa germânica, o primeiro ataque aconteceu por volta das 21h quando os atacantes abriram fogo contra quem, por aquela hora, estava num bar de chachimbos de àgua no centro da cidade. Pouco depois, o cenário repetiu-se num bar com as mesmas características situado no bairro de Kesselstadt.  

Foto: AFP

"Crime terrível"

Chocada, a chanceler alemã Angela Merkel pronunciou-se através do porta-voz nas redes sociais. "Esta manhã os nossos pensamentos estão com a população de Hanau, onde foi cometido um crime terrível", publicou no Twitter. 

O duplo tiroteio aconteceu poucos dias depois do ataque em Berlim que matou uma pessoa num espetáculo de comédia curdo no pavilhão Tempodrom. 

Foto: AFP

Alvo de ataques terroristas promovidos quer por elementos ligados à extrema-direita nazi-fascista alemã, quer por radicais islâmicos, o país aguarda com expetativa o fim das investigações. 

Citado pela Reuters, um trabalhador de um quiosque nos arredores de um dos bares atacados garante que o pai e o irmão estariam no local quando o atirador entrou a disparar. "Ainda não consigo entender tudo o que aconteceu. Meus colegas, todos os meus colegas, são como minha família — e também não conseguem entender". 


Notícias relacionadas