Escolha as suas informações

MNE acompanha portuguesa suspeita de violar quarentena nos Países Baixos
Mundo 29.11.2021
Covid-19

MNE acompanha portuguesa suspeita de violar quarentena nos Países Baixos

Covid-19

MNE acompanha portuguesa suspeita de violar quarentena nos Países Baixos

AFP
Mundo 29.11.2021
Covid-19

MNE acompanha portuguesa suspeita de violar quarentena nos Países Baixos

Lusa
Lusa
O casal – uma portuguesa e um espanhol – terá sido detido num avião que estava prestes a descolar no aeroporto Schiphol de Amesterdão, no domingo.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros português afirmou estar a “acompanhar e em contacto com a cidadã nacional” que alegadamente terá tentado violar a quarentena, num hotel em Amesterdão, imposta após regresso da África do Sul.

“O Governo português, através da Embaixada de Portugal em Haia, está a acompanhar a situação e em contacto com a cidadã nacional em questão”, referiu o MNE português, em resposta a um pedido de esclarecimento da Lusa.

A Skynews avançou ersta segunda-feira, citando a imprensa holandesa, que “um casal que deu positivo ao teste à covid-19, foi detido após ter fugido de um hotel de quarentena nos Países Baixos antes de tentar sair do país”.


Portuguesa e parceiro fogem de quarentena nos Países Baixos e são apanhados em avião
Um dos membros do casal tinha testado positivo para a covid-19 e estariam a cumprir quarentena no hotel de onde fugiram.

O casal – uma portuguesa e um espanhol – terá sido detido num avião que estava prestes a descolar no aeroporto Schiphol de Amesterdão, no domingo, segundo a polícia holandesa, adiantou este canal televisivo do Reino Unido.

Segundo o MNE português, a cidadã nacional “encontra-se numa unidade hospitalar e estará à espera de resultado de um novo teste PCR”.

Entretanto, a agência de notícias espanhola EFE indicou hoje que este casal negou ter fugido do hotel e afirma ter recebido autorização para partir, após dois testes negativos.

Carola Pimenta, 28 anos, e o espanhol Andrés Sanz, 30 anos, que vivem em Espanha, encontram-se “presos numa situação desumana, numa sala fria, sem informação” sobre o que vai acontecer, num hospital no norte dos Países Baixos, disse a portuguesa, citada pela agência espanhola Efe.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Publicados no âmbito do 10 de junho, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, os dados do gabinete luxemburguês de estatísticas (Statec) revelam que sete em cada 10 portugueses residentes no Grão-Ducado nasceram em Portugal (69,4%).