Escolha as suas informações

Ministério Público pede que Lula cumpra a pena em regime aberto
Mundo 28.09.2019 Do nosso arquivo online

Ministério Público pede que Lula cumpra a pena em regime aberto

Ministério Público pede que Lula cumpra a pena em regime aberto

Foto: AFP
Mundo 28.09.2019 Do nosso arquivo online

Ministério Público pede que Lula cumpra a pena em regime aberto

O pedido do Ministério Público brasileiro chega no momento em que o Supremo Tribunal Federal (STF) discute um recurso que pode anular dezenas de sentenças de Lava Jato, incluindo a do ex-presidente.

O Ministério Público Federal (MPF) do Brasil pediu na sexta-feira à Justiça que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva passe para o regime semiaberto para cumprir o resto da sua pena.

Lula, de 73 anos, está preso desde 07 de abril de 2018 numa cela especial da Polícia Federal no Paraná. Na segunda-feira, completou um sexto da sua sentença de oito anos e 10 meses por corrupção, que lhe dá o direito de mudar para o regime semiaberto ou mesmo domiciliar.

Os promotores da Lava Jato, incluindo o chefe da operação, Deltan Dallagnol, assinaram um ofício apontando que Lula cumpria os critérios para um "regime mais brando".

Uma vez preenchidos “os requisitos objetivos e subjetivos”, Lula pode cumprir a "pena no regime mais benéfico", lê-se no texto.

O pedido do Ministério Público chega no momento em que o Supremo Tribunal Federal (STF) discute um recurso que pode anular dezenas de sentenças de Lava Jato, incluindo a do ex-presidente.

Lula já demonstrou por diversas vezes que não benefícios para encurtamento da pena. Para o ex-presidente isto é uma condição para demonstrar a sua inocência.

“O ex-presidente Lula deve ter a sua liberdade plena restabelecida porque não praticou qualquer crime e foi condenado por meio de um processo ilegítimo e corrompido por flagrantes nulidades", disse Cristiano Zanin, advogado do ex-líder do Partido dos Trabalhadores (PT).

A defesa acrescentou que apresentará a informação na segunda-feira ao ex-presidente "para que tome a sua decisão sobre o assunto".

Lula foi acusado de ter recebido um apartamento triplex no Guarujá em troca de contratos para construtoras durante seu governo (2003-2011).


Notícias relacionadas

Juiz manda libertar Lula
Até a publicação deste texto, Lula ainda não tinha deixado a sede da Polícia Federal em Curitiba, onde está preso desde 7 de abril de 2018. Militantes e apoiantes concentram-se perto do edifício da sede da Polícia Federal aguardando a saída da cadeia do ex-presidente.
Lula da Silva considera mandado de prisão absurdo
O ex-Presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva considerou "absurdo" o mandado de prisão de que é alvo e acusou o juiz Sérgio Moro "de sonhar" com a sua detenção, disse numa entrevista à rádio CBN, nesta sexta-feira.
(FILES) In this file photo taken on April 24, 2017 former Brazilian President (2003-2010) Luiz Inacio Lula da Silva gestures during a seminar on "Strategies for the Brazilian Economy" promoted by the Workers' Party in Brasilia.
Brazil's former president and current election frontrunner Luiz Inacio Lula da Silva looked increasingly likely to face prison on April 04, 2018  after five out of eleven judges of the divided Supreme Court voted against allowing him to delay a sentence for corruption. / AFP PHOTO / EVARISTO SA