Escolha as suas informações

"Milagre". Chinês encontrado vivo 17 dias após forte terramoto
Mundo 2 min. 22.09.2022
Sismo

"Milagre". Chinês encontrado vivo 17 dias após forte terramoto

A destruição causada pelo terramoto em Hailuogou, no sudoeste da província chinesa de Sichuan, a 5 de setembro
Sismo

"Milagre". Chinês encontrado vivo 17 dias após forte terramoto

A destruição causada pelo terramoto em Hailuogou, no sudoeste da província chinesa de Sichuan, a 5 de setembro
Foto: AFP
Mundo 2 min. 22.09.2022
Sismo

"Milagre". Chinês encontrado vivo 17 dias após forte terramoto

AFP
AFP
Gan Yu, que tinha estado com um colega a prestar apoio a feridos, esteve perdido nas montanhas durante quase duas semanas.

Um homem chinês que prestou assistência a colegas feridos após um terramoto mortal e depois se perdeu nas montanhas foi encontrado 17 dias mais tarde, disse a imprensa estatal.

Um sismo de magnitude 6,6 atingiu a província de Sichuan, no sudoeste do país, a 5 de setembro. Pelo menos 93 pessoas foram mortas e milhares tiveram de ser realojadas de emergência.

O sobrevivente, empregado da central hidroelétrica de Wandong, chamado Gan Yu, foi encontrado na quarta-feira por um aldeão, disse a Rádio Nacional da China (CNR, na sigla inglesa), chamando ao resgate um "milagre".

O homem estava a trabalhar com um colega, Luo Yong, quando o terramoto ocorreu. Ambos ficaram para trás para tratar os seus colegas feridos e evitar inundações, libertando água da barragem.

Os dois empregados deixaram então a fábrica isolada e percorreram cerca de 20 quilómetros.

Mas Gan Yu, que tem miopia severa, tinha perdido os óculos durante o tremor de terra e teve dificuldades caminhar através das montanhas, disse a CNR.


Sismo de 6.9 leva milhares de residentes da capital do México para a rua
Desde o sismo de segunda-feira, já foram registadas mais de mil réplicas.

Aldeão com conhecimento da área possibilitou resgate

Ele e o colega tentaram desesperadamente enviar sinais a potenciais socorristas.

"Tirámos as nossas roupas. Pendurámo-las em ramos de árvores e agitámo-las", recordou Luo Yong à CNR.

Os dois homens acabaram por decidir que Gan Yu, por causa da sua miopia, ficaria para trás, enquanto o seu colega ia procurar ajuda.

Antes de partir, Luo Yong ajudou-o a construir uma cama improvisada de musgo e folhas de bambu, deixando-lhe alguns frutos silvestres para comer.

Os socorristas encontraram finalmente Luo Yong a 8 de setembro. Mas quando chegaram ao abrigo de Gan Yu a 11 de setembro, este já tinha desaparecido.

No início desta semana, um residente local regressou à sua aldeia perto da central hidroelétrica, tendo já ouvido falar das buscas.

Como já tinha conhecimento da área, juntou-se à equipa de salvamento na quarta-feira de manhã. Após apenas duas horas de caminhada, descobriu Gan Yu deitado debaixo de algumas árvores.

O homem foi levado por via aérea para um hospital, onde os médicos descobriram que tinha múltiplas fraturas, de acordo com a televisão estatal CCTV.

O canal transmitiu imagens de Gan Yu,  mais magro e visivelmente em choque, comendo lentamente os alimentos oferecidos pela equipa de resgate.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.