Escolha as suas informações

Medidas de retaliação. Rússia ameaça Finlândia se aderir à NATO
Mundo 12.05.2022
Guerra na Ucrânia

Medidas de retaliação. Rússia ameaça Finlândia se aderir à NATO

Guerra na Ucrânia

Medidas de retaliação. Rússia ameaça Finlândia se aderir à NATO

Mundo 12.05.2022
Guerra na Ucrânia

Medidas de retaliação. Rússia ameaça Finlândia se aderir à NATO

Redação
Redação
A Rússia avisou esta quinta-feira a Finlândia de que será forçada a tomar medidas de retaliação, “tanto técnico-militares como outras”, se violar as suas obrigações jurídicas internacionais e aderir à NATO.

"A adesão da Finlândia à NATO causará sérios danos às relações bilaterais Rússia-Finlândia (…). A Rússia será forçada a tomar medidas de retaliação, tanto técnico-militares como outras, a fim de pôr termo às ameaças à sua segurança nacional que surjam a este respeito", lê-se num comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros russo.


Rússia alerta NATO para risco de guerra nuclear total
O alerta, feito pelo vice-presidente do Conselho de Segurança russo, Dmitri Medvedev, surgiu no dia em que o Presidente e a primeira-ministra finlandeses divulgaram o seu apoio à adesão da Finlândia à Organização do Tratado do Atlântico Norte.

O comunicado foi divulgado poucas horas depois de o Presidente e a primeira-ministra da Finlândia terem anunciado o seu apoio à adesão do país nórdico à Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO). O pedido de adesão deverá ser anunciado oficialmente no domingo.

“Responderemos de acordo com a situação”, disse o ministério liderado por Serguei Lavrov.

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, elogiou a Finlândia para aderir à NATO numa conversa telefónica com o seu homólogo finlandês, Sauli Niinistö. “Elogiei a disponibilidade da Finlândia para se candidatar à adesão à NATO”, escreveu no Twitter. “Também discutimos a integração europeia da Ucrânia. E a interação de defesa da Ucrânia e da Finlândia”, disse.   


Com Lusa

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O país nórdico anunciou este domingo a apresentação da sua candidatura à aliança atlântica. Na terça-feira, antes de anunciar formalmente o pedido de adesão à aliança, o presidente finlandês falou com o homólogo russo Vladimir Putin para o informar da candidatura do seu país.
O presidente Sauli Niinistö e a primeira-ministra Sanna Marin (esquerda)
O alerta, feito pelo vice-presidente do Conselho de Segurança russo, Dmitri Medvedev, surgiu no dia em que o Presidente e a primeira-ministra finlandeses divulgaram o seu apoio à adesão da Finlândia à Organização do Tratado do Atlântico Norte.