Escolha as suas informações

Marcelo encontra-se com Bolsonaro esta terça-feira em Brasília
Mundo 3 min. 06.09.2022
Política

Marcelo encontra-se com Bolsonaro esta terça-feira em Brasília

O Presidente da República já se tinha encontrado com o seu homólogo em agosto de 2021.
Política

Marcelo encontra-se com Bolsonaro esta terça-feira em Brasília

O Presidente da República já se tinha encontrado com o seu homólogo em agosto de 2021.
Foto: AFP/Arquivo
Mundo 3 min. 06.09.2022
Política

Marcelo encontra-se com Bolsonaro esta terça-feira em Brasília

Lusa
Lusa
O Presidente da República vai estar no Brasil até sexta-feira para participar nas comemorações do bicentenário da independência do país.

Marcelo Rebelo de Sousa desloca-se ao Brasil a convite do homólogo, Jair Bolsonaro, por quem será recebido esta terça-feira no Palácio Itamaraty, pouco depois da chegada a Brasília.

Augusto Santos Silva, a segunda figura do Estado português, também estará em Brasília a convite do presidente do Senado Federal brasileiro, Rodrigo Pacheco.


Coração de D. Pedro chega ao Brasil para o bicentenário da independência
O órgão, que saiu pela primeira vez de Portugal e chegou ao país dentro de uma urna de ouro, foi recebido na base aérea de Brasília com as honras de um chefe de Estado.

O programa do chefe de Estado português, que viaja esta terça de Lisboa para a capital brasileira, começa com um curto encontro bilateral com Jair Bolsonaro, pelas 18h30 (22h30 em Lisboa), com duração prevista de 15 minutos.

Segundo a Presidência da República Portuguesa, o Presidente do Brasil irá receber no mesmo formato os outros chefes de Estado de países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) presentes em Brasília.

PR assiste ao desfile cívico-militar esta quarta-feira

A seguir, o chefe de Estado português irá visitar uma exposição sobre D. Pedro I do Brasil e IV de Portugal, no Itamaraty, e estará numa receção comemorativa do bicentenário da independência do Brasil, nos jardins do palácio.

As comemorações do bicentenário da independência do Brasil acontecem quando está em curso a campanha oficial para as eleições presidenciais brasileiras de 2 de outubro, com uma eventual segunda volta em 30 de outubro, às quais são candidatos, entre outros, Bolsonaro e o antigo presidente Lula da Silva.

Na quarta-feira, dia em que se assinala a proclamação da independência do Brasil em 1822, Marcelo Rebelo de Sousa assistirá ao desfile cívico-militar do 7 de setembro, irá oferecer um almoço aos chefes de Estado e de Governo da CPLP na residência do embaixador de Portugal em Brasília e terá um encontro com a comunidade portuguesa nesta cidade.


Eleições. Mais de 45 mil brasileiros votam em Lisboa
O consulado de Lisboa, com maior número de inscritos fora do Brasil, tem registados 45.273 eleitores, um aumento superior a 100% relativamente às anteriores eleições presidenciais.

À noite, o Presidente da República e o presidente da Assembleia da República estarão ambos num jantar oferecido pelo Presidente do Senado do Brasil, Rodrigo Pacheco.

Na quinta-feira, o bicentenário da independência do Brasil será celebrado numa sessão solene no Congresso Nacional, em que Marcelo Rebelo de Sousa irá discursar e na qual também estará presente Augusto Santos Silva.

Bolsonaro cancelou encontro anterior com Marcelo

O programa do chefe de Estado no Brasil termina com uma receção à comunidade portuguesa no Navio Escola Sagres, no Rio de Janeiro, na sexta-feira.

Marcelo Rebelo de Sousa esteve no Brasil há dois meses, entre 2 e 4 de julho, com passagens pelo Rio de Janeiro, onde assinalou o centenário da primeira travessia aérea do Atlântico Sul, e por São Paulo, para a inauguração da Bienal do Livro, que na edição deste ano teve Portugal como país homenageado.

Estava previsto terminar essa visita em Brasília, com um almoço com o Presidente do Brasil, mas Jair Bolsonaro fez saber pela comunicação social que já não o iria receber, decisão que justificou com o facto de Marcelo Rebelo de Sousa se ter encontrado antes com Lula da Silva, em São Paulo.


A urna com o coração de D. Pedro foi recebida com honras de chefe de Estado, no Brasil.
Coração de D. Pedro ficou em Portugal e restos mortais no Brasil. Porquê?
O coração do rei "Libertador" foi recebido com honras de chefe de Estado no Brasil, protagonizando um dos momentos altos das celebrações dos 200 anos da Independência. Veja as fotos.

Face à atitude de Bolsonaro, Marcelo Rebelo de Sousa começou por manter o programa, aguardando uma comunicação por escrito, e depois desistiu de ir a Brasília, mas sempre desdramatizando este episódio e o impacto nas relações bilaterais.

Ao mesmo tempo, deu como certo o regresso ao Brasil, em setembro, para as comemorações dos 200 anos da independência: "O Senado já me convidou para  ser o orador convidado. Mas vem comigo o presidente do parlamento português [Augusto Santos Silva], e virá comigo o Governo, para mostrar que os órgãos de soberania todos cá estarão nesse momento fundamental", declarou, na altura.

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas