Escolha as suas informações

Maior duna da Europa reabre ao público depois dos fogos. Veja as imagens
Mundo 8 2 min. 27.07.2022
França

Maior duna da Europa reabre ao público depois dos fogos. Veja as imagens

França

Maior duna da Europa reabre ao público depois dos fogos. Veja as imagens

Foto: AFP
Mundo 8 2 min. 27.07.2022
França

Maior duna da Europa reabre ao público depois dos fogos. Veja as imagens

AFP
AFP
Com mais de 100 metros de altura, a Duna de Pilat voltou a receber visitantes esta quarta-feira.

"Vimos que estava a reabrir, por isso aproveitámos". Como este turista, outros veraneantes pisaram, esta quarta-feira, novamente, as areias da Duna de Pilat - a maior da Europa. A paisagem da costa de Aquitânia, no sudoeste francês, a floresta junto à duna, ainda tem as cicatrizes do incêndio em La Teste-de-Buch (Gironda), que obrigou a encerrar as visitas àquela formação gigante de areia.

Às 10 da manhã desta quarta-feira um primeiro autocarro de Arcachon transportava cerca de cinquenta turistas impacientes, conta a reportagem da AFP. 

"Estamos felizes porque pensámos que não poderíamos subir até lá. Vimos nas notícias que estava a reabrir", diz Angélique Bugnazet, 32 anos, de Saint-Etienne e de férias em Andernos-les-Bains. 

Quinze dias após o seu encerramento devido ao enorme incêndio na floresta vizinha, o local da duna mais alta da Europa - 106 m de altura, dois milhões de visitantes por ano - reabriu. Mas só é acessível por autocarro, a partir de Arcachon ou de shuttles especiais.

 "Tivemos muitas preocupações por isso estamos felizes por podermos voltar a abrir este local ao público. A duna é um símbolo para todo o território", diz Nathalie Le Yondre, presidente do consórcio que gere a Dune du Pilat.

O acesso à floresta, do outro lado da estrada, continua proibido, uma vez que prosseguem os trabalhos de abate dos pinheiros, que foram arrancados pelos silvicultores para impedir a propagação do incêndio. 

No topo da duna, a vista é um espanto: "É realmente magnífico!" exclama Géraldine, quase sem fôlego por causa da subida. Admira as "cores e contrastes" desde a boca da bacia até ao Cap Ferret. "Mas quando nos viramos, lembramo-nos que o fogo passou por aqui", lamenta. 

A encosta da duna com vista para a floresta está manchada em locais com vestígios do rasto dos fogos. Os pinheiros revelam as copas queimadas e algum fumo ainda é visível em algumas zonas. "É impressionante ver a floresta ainda a arder", diz Mickael Bruger, que veio da Suíça com a família. "É o nosso último dia de férias, por isso é realmente uma oportunidade conseguirmos vir", exclama o pai de família, espantado, enquanto caminha ao longo da duna com as sandálias na mão. 

Romain Verrier, do restaurante Tekoa em La Teste-de-Buch, gere uma banca temporária de takeaway ao pé da duna. "Ficámos todos chocados ao ver que o fogo tinha parado aos cinco metros. Mas esperamos que o verão recomece, que as coisas voltem ao normal", assegura à AFP enquanto serve croissants aos primeiros visitantes. 

 Tal como ele, os agentes de turismo, os comerciantes e os habitantes da zona esperam ver o relançamento da temporada turística. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.