Escolha as suas informações

Macron vence primeira volta com diferença de quatro pontos percentuais sobre Le Pen
Mundo 2 min. 11.04.2022
Presidenciais em França

Macron vence primeira volta com diferença de quatro pontos percentuais sobre Le Pen

Presidenciais em França

Macron vence primeira volta com diferença de quatro pontos percentuais sobre Le Pen

Foto: AFP
Mundo 2 min. 11.04.2022
Presidenciais em França

Macron vence primeira volta com diferença de quatro pontos percentuais sobre Le Pen

Ana TOMÁS
Ana TOMÁS
O atual presidente obteve 27,6% dos votos contra 23,4% da candidata da União Nacional, de acordo com números do Ministério do Interior depois de apurados 97% dos votos. Jean-Luc Mélenchon, da esquerda radical, ficou em terceiro com 22%.

Emmanuel Macron e Marine Le Pen vão enfrentar-se novamente na segunda volta das eleições presidenciais francesas, repetindo o que aconteceu em 2017.

Este domingo, na primeira volta eleitoral, Macron obteve 27,6% dos votos contra 23,4% de Le Pen, de acordo com números do Ministério do Interior depois de apurados 97% dos votos. O candidato de esquerda radical Jean-Luc Mélenchon ficou em terceiro com 22%.

As sondagens realizadas após o fim da votação dão ao atual presidente uma estreita vantagem sobre a candidata de extrema-direita, para a segunda volta do escrutínio, marcada para 24 de abril. 


(COMBO) This combination of files pictures created on April 10, 2022 shows French far-right party Rassemblement National's (RN) presidential candidate Marine Le Pen posing during a photo session in Paris on October 20, 2021 and French President and La Republique en Marche (LREM) party candidate for re-election Emmanuel Macron posing for a photo session on March 7, 2017 at his campaign headquarters in Paris. - Emmanuel Macron is to face Marine Le Pen in the second round of the French presidential election it was announced on April 10, 2022. (Photo by Jo�l SAGET and Eric Feferberg / AFP)
Macron e Le Pen disputam segunda volta das presidenciais francesas
Os candidatos Emmanuel Macron e Marine Le Pen vão defrontar-se na segunda volta das eleições presidenciais em França, no dia 24 de abril, segundo as primeiras sondagens.

Os dois candidatos irão a debate nas próximas semanas e Macron joga aí o futuro da sua recandidatura. "O jogo ainda não acabou", disse aos seus apoiantes num breve discurso este domingo à noite. "O debate que teremos nas próximas duas semanas será decisivo para o nosso país e para a Europa", acrescentou.    

Marine Le Pen acusa Macron de ser "o presidente dos ricos", de fazer da França um destino privilegiado para os investidores estrangeiros e de empurrar o emprego para o nível mais alto de sempre. Uma presidência ocupada por Le Pen, analisa a Bloomberg, tornaria a França menos favorável aos negócios internacionais e mais eurocética. 

Macron só fez uma campanha mais explícita já perto da votação, mas a sua intervenção na crise da Ucrânia, e a tentativa de fazer pontes entre as partes em conflito, acabou por jogar a seu favor, além dos indicadores económicos da sua presidência. No entanto, o descontentamento social causado pelas medidas anticovid podem trazer dificuldades ao atual presidente francês. Já Marine Le Pen fez uma campanha dura em todo o país centrada na crise do custo de vida, agravado pela covid-19, aproveitando a preocupação dos franceses com a inflação. 

"Todos aqueles que não votaram hoje em Emmanuel Macron, devem juntar-se a este movimento", disse aos seus apoiantes. Apesar de ser do campo da direita nacionalista e ter durante vários anos assumido um discurso xenófobo e islamofóbico, a candidata dirige-se agora ao eleitorado de todos os quadrantes políticos e origens, apostando no descontentamento em relação ao atual chefe de Estado. "Apelo ao povo francês da esquerda ou da direita, de qualquer origem, para que se junte a este grande movimento nacional e popular".


Bettel vai a França apoiar Emmanuel Macron
"Emmanuel Macron é alguém que defende o ideal europeu, diz Xavier Bettel.

Segundo sondagens realizadas no domingo, após a primeira volta, Macron deverá ser reeleito a 24 de abril, reunindo entre 54% e 51% das intenções de voto contra 46%-49% para Le Pen. A confirmaram-se estes resultados, a diferença entre os dois candidatos face a 2017 diminui significativamente, apontando para uma votação mais renhida do que há cinco anos. Em 2017, o atual presidente francês ganhou a eleição com 66,1% dos votos e a candidata da União Nacional obteve 33,9%.  

(Com agências)

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

(notícia atualizada) O centrista Emmanuel Macron lidera a primeira volta das presidenciais francesas com quase mais 2,5 pontos percentuais do que a candidata da extrema-direita, Marine Le Pen, quando estão apurados 97% dos sufrágios.