Escolha as suas informações

Luxemburgo critica saída dos EUA do Tratado de Céu Aberto
Mundo 22.05.2020

Luxemburgo critica saída dos EUA do Tratado de Céu Aberto

Luxemburgo critica saída dos EUA do Tratado de Céu Aberto

Foto: Anouk Antony
Mundo 22.05.2020

Luxemburgo critica saída dos EUA do Tratado de Céu Aberto

Redação
Redação
A declaração é subscrita pelos ministros dos Negócios Estrangeiros de mais dez países europeus.

O ministro dos Negócios Estrangeiros luxemburguês lamenta o anúncio do Governo dos EUA  da sua intenção de se retirar do Tratado de Céu Aberto. conhecido como "Open Sky". Uma declaração que é subscrita pelos responsáveis pela diplomacia de França, Alemanha, Bélgica, Espanha, Finlândia, Itália, Países Baixos, Portugal, República Checa e Suécia. Os responsáveis políticos admitem, no entanto, partilhar "as suas preocupações quanto à implementação das disposições do Tratado por parte da Rússia". 

"O Tratado de Céu Aberto é um elemento crucial do quadro de confiança que foi criado ao longo das últimas décadas para aumentar a transparência e a segurança em todo o espaço euro-atlântico", pode ler-se na nota divulgada. Porque "tem um claro valor acrescentado para a nossa arquitectura convencional de controlo de armas e para a nossa segurança comum" e "continua a ser funcional e útil". 

A retirada torna-se efectiva ao fim de seis meses. 

No que se refere às questões relativas à aplicação do Tratado,"continuaremos a colaborar com a Rússia, tal como anteriormente acordado entre os Aliados da NATO e outros parceiros europeus, para resolver questões pendentes, tais como restrições indevidas aos voos sobre Kaliningrado", sublinham. "Continuamos a exortar a Rússia a levantar estas restrições e a prosseguir o nosso diálogo com todas as partes", escrevem no comunicado hoje divulgado.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.