Escolha as suas informações

Le Pen acusa Macron de ser fraco no combate ao terrorismo
Mundo 24.04.2017 Do nosso arquivo online
Presidenciais francesas

Le Pen acusa Macron de ser fraco no combate ao terrorismo

Presidenciais francesas

Le Pen acusa Macron de ser fraco no combate ao terrorismo

Foto: AFP
Mundo 24.04.2017 Do nosso arquivo online
Presidenciais francesas

Le Pen acusa Macron de ser fraco no combate ao terrorismo

A candidata da extrema-direita às eleições presidenciais francesas acusou hoje o seu rival, Emmanuel Macron, de ser fraco na luta contra o terrorismo islâmico.

A candidata da extrema-direita às eleições presidenciais francesas acusou hoje o seu rival, Emmanuel Macron, de ser fraco na luta contra o terrorismo islâmico.

Numa ação de campanha num mercado de agricultores na pequena cidade de Rouvroy, no norte de França, Marine Le Pen disse aos jornalistas que Macron "está a concorrer às presidenciais sem ter um programa" de contraterrorismo.

Le Pen e Macron foram os dois candidatos que passaram à segunda volta das presidenciais francesas, ao obterem os melhores resultados na primeira volta, no domingo.

De acordo com os dados do Ministério do Interior, quando faltava apurar apenas 3% dos votos, Macron contava com 23,86% dos votos, enquanto Le Pen com 21,43%. Em terceiro lugar ficou o conservador François Fillon, com 19,94%, enquanto Jean-Luc Mélenchon (esquerda) obteve 19,62% dos votos.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O Primeiro-Ministro luxemburguês Xavier Bettel e o Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, congratularam publicamente Emmanuel Macron pela sua vitória na primeira mão das presidenciais francesas.
Former Luxembourg PM and European Commission chiefJean-Claude Juncker , and current PM Xavier Bettel
(notícia atualizada) O centrista Emmanuel Macron lidera a primeira volta das presidenciais francesas com quase mais 2,5 pontos percentuais do que a candidata da extrema-direita, Marine Le Pen, quando estão apurados 97% dos sufrágios.
O Partido Socialista francês, que termina cinco anos no poder com um balanço contestado, foi eliminado no domingo à primeira volta das presidenciais pela primeira vez desde 2002, um "cataclismo" que os especialistas veem como prova do seu declínio.
French Socialist Party presidential candidate, Benoit Hamon
A imprensa europeia saudou no domingo a passagem de Emmanuel Macron para a segunda volta das eleições presidenciais francesas, mas alguns jornais estimam que a presença da candidata de extrema-direita, Marine Le Pen, representa "uma ameaça".
French presidential election candidate for the En Marche ! movement Emmanuel Macron speaks to the press after voting at a polling station in Le Touquet, northern France, on April 23, 2017, during the first round of the presidential election. / AFP PHOTO / Philippe Huguen