Escolha as suas informações

Lava Jato: Detido Michel Temer, ex-presidente do Brasil
Mundo 2 min. 21.03.2019

Lava Jato: Detido Michel Temer, ex-presidente do Brasil

Lava Jato: Detido Michel Temer, ex-presidente do Brasil

Foto: Agencia Brazil/dpa
Mundo 2 min. 21.03.2019

Lava Jato: Detido Michel Temer, ex-presidente do Brasil

Depois de Lula da Silva, Temer é o segundo presidente a ser preso após suspeitas de corrupção no caso Lava Jato.

A policia federal brasileira deteve esta quinta-feira o ex-Presidente do Brasil Michel Temer, em São Paulo, no âmbito da operação Lava Jato. Temer é o segundo presidente a ser detido no âmbito da investigação Lava Jato. Lula da Silva foi detido em abril de 2018. 

O mandado de prisão, que levou à detenção de Michel Temer, é da responsabilidade do juiz Marcelo Bretas, responsável pela operação Lava Jato na 7ª Vara pelo Rio de Janeiro, e também tem como alvo o ex-ministro Moreira Franco. Segundo refere o jornal brasileiro Folha de São Paulo, a prisão do ex-presidente estará relacionada com o alegado financiamento do partido de Temer pela empresa de construção Engevix. 

O caso remonta a 2018, altura em que o sócio da empreiteira terá pago 1 milhão de reais (moeda brasileira) por intermédio de João Baptista Lima Filho, amigo de Temer. 

O dinheiro teria como destino a campanha de 2014 para as presidenciais quando Temer foi candidato pelo Partido Movimento Democrático (PMDB). Em troca a empresa ligada a João Baptista Lima Filho  subcontrataria a Engevix para um contrato ligado à construção de uma central eletronuclear. 

Mas a edição brasileira do El País reforma que ainda não está claro se a prisão desta quinta-feira tem relação com este processo em concreto ou se é fruto de investigações que envolvem outros casos.

Temer já tinha sido alvo de investigação no âmbito da Lava Jato, num processo que decorria no Supremo Tribunal Federal (STF), mas foi poupado pelo Supremo por ter imunidade dado o seu cargo político. Ao deixar a presidência, em janeiro deste ano, perdeu o direito ao foro privilegiado e o seu processo foi enviado para a primeira instância pelo juiz Luís Barroso. 

Ao mesmo tempo, Barroso aceitou um pedido da Procuradoria-Geral da República para que fossem abertas outras cinco investigações contra o ex-presidente. Em dezembro de 2018 foi acusado de lavagem de dinheiro, corrupção ativa e passiva num caso envolvendo o setor portuário. 

Temer, que fará 79 anos em setembro, liderou o Brasil entre agosto de 2016 e janeiro deste ano, quando passou a pasta a Jair Bolsonaro, do Partido Social Liberal, de direita. Sucedeu a Dilma Rousseff, que foi afastada da presidência pelo Senado (o chamado impeachment, destituição em inglês). No final do seu mandato de dois anos e sete meses, a sua popularidade era de uns ínfimos 7%. 

O político é o mais novo de oito filhos, de descendência libanesa. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas