Escolha as suas informações

Líderes independentistas catalães condenados até 13 anos de prisão
Mundo 14.10.2019

Líderes independentistas catalães condenados até 13 anos de prisão

Líderes independentistas catalães condenados até 13 anos de prisão

Foto: AFP
Mundo 14.10.2019

Líderes independentistas catalães condenados até 13 anos de prisão

Bruno AMARAL DE CARVALHO
Bruno AMARAL DE CARVALHO
O Tribunal Supremo espanhol condenou hoje em Madrid os principais governantes e dirigentes políticos envolvidos no referendo independentista da Catalunha com penas que vão até aos 13 anos de prisão.

O Tribunal Supremo espanhol condenou hoje em Madrid os principais dirigentes políticos envolvidos no referendo independentista da Catalunha que desembocou na declaração de independência a penas que vão até um máximo de 13 anos de prisão, no caso do ex-vice-presidente do governo catalão, Oriol Junqueras.

Os independentistas são na sua maioria condenados por crime de sedição e desvio de fundos públicos. São penas pesadas apesar de não ter ficado provado o crime de rebelião como defendia o Ministério Público.

O Tribunal Supremo considera provado que, durante o outono de 2017, houve "episódios de violência indiscutíveis" na Catalunha, mas acredita que estes não são suficientes para condenar os líderes independentistas por rebelião. “A violência tem de ser instrumental, funcional, diretamente pré-ordenada, sem passos intermédios aos fins que incentivam a ação dos rebeldes", dizem os juízes, que acreditam que as altercações que tiveram lugar na Catalunha foram insuficientes "para impor efetivamente a independência territorial e a revogação da Constituição". "Noutras palavras, é a violência para conseguir a secessão, não a violência para criar um clima ou um cenário em que mais negociações se tornam mais viáveis", diz o tribunal.

A decisão era esperada com grande expetativa, sobretudo na Catalunha para onde o Governo espanhol enviou nos últimos dias centenas de agentes com receio de violentos protestos em resposta à sentença dos líderes políticos independentistas.

A partir do momento em que se tornou pública a sentença, milhares de pessoas saíram às ruas em várias cidades da Catalunha, esta manhã, e estão cortar estradas em protesto contra a sentença.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Supremo decide hoje se liberta separatistas catalães
O juiz do Supremo Tribunal espanhol deve decidir hoje se liberta, e em que condições, os oito ex-ministros regionais catalães e dois líderes de associações separatistas que atualmente aguardam julgamento em prisão.