Escolha as suas informações

Líder do Estado Islâmico foi informador dos Estados Unidos
Mundo 12.04.2021

Líder do Estado Islâmico foi informador dos Estados Unidos

Líder do Estado Islâmico foi informador dos Estados Unidos

Foto: AFP
Mundo 12.04.2021

Líder do Estado Islâmico foi informador dos Estados Unidos

Abu Ibrahim al-Hashimi al-Qurashi trabalhou para as forças norte-americanas entregando importantes informações sobre o grupo terrorista, de acordo com o Washington Post.

De acordo com relatórios secretos sobre interrogatórios a prisioneiros a que o Washington Post teve acesso, o detido iraquiano M060108-01 era retratado como um prisioneiro modelo e "cooperante" com os seus captores e invulgarmente falador. Parecia esforçar-se ao máximo para ser útil. De tal forma que durante os vários dias que durou o interrogatório em 2008 o detido forneceu indicações precisas sobre como encontrar a sede secreta do grupo terrorista. 

Quando questionado sobre o líder nº 2 do grupo - um sueco nascido em Marrocos chamado Abu Qaswarah - desenhou mapas do complexo e revelou o nome do mensageiro pessoal de Abu Qaswarah. Semanas depois destas revelações, soldados norte-americanos mataram Abu Qaswarah numa operação na cidade iraquiana de Mossul. Entretanto, o informador, segundo as autoridades norte-americanas, ficaria famoso sob um nome diferente: Abu Ibrahim al-Hashimi al-Qurashi. Nada mais, nada menos que o atual líder do Estado Islâmico (ISIS).

Embora inicialmente as forças norte-americanas tivessem dúvidas sobre a verdadeira identidade do líder do ISIS, acabaram por concluir que era mesmo aquele detido que tanto ajudara os norte-americanos nos interrogatórios.

De acordo com estes documentos, acredita-se que atualmente al-Hashimi al-Qurashi esteja escondido no Iraque ou na Síria, donde ordena ataques perpetrados pelo grupo terrorista em diferentes partes contra estes dois países árabes. Al-Qurashi foi designado líder do ISIS, após a morte de Ibrahim al-Samarrai, conhecido como Abu Bakr al-Baghdadi, o antigo líder do grupo takfiri, em outubro de 2019.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas