Escolha as suas informações

Líder da extrema-direita espanhola acusou imigrantes de serem violadores
Mundo 05.11.2019

Líder da extrema-direita espanhola acusou imigrantes de serem violadores

Líder da extrema-direita espanhola acusou imigrantes de serem violadores

Foto: AFP
Mundo 05.11.2019

Líder da extrema-direita espanhola acusou imigrantes de serem violadores

Candidato de extrema-direita espanhola quis convencer eleitores de que 70% dos condenados por violação eram imigrantes mas de acordo com dados oficiais 70,1% dos presos ou investigados por crimes sexuais são mesmo cidadãos espanhóis.

O debate eleitoral único das eleições legislativas espanholas marcadas para este domingo ficou marcado pela presença, pela primeira vez, de Santiago Abascal, líder do Vox, partido de extrema-direita, que pode duplicar o número de eleitos, de acordo com as sondagens.

Durante a transmissão, destacou as propostas do seu partido contra a imigração e protagonizou um momento polémico quando afirmou que 70% dos acusados de violação são imigrantes, reafirmando a sua posição de impedir a entrada em Espanha de estrangeiros que "enchem as ruas de crime". 

Contudo, a imprensa espanhola revelou esta terça-feira que as palavras de Santiago Abascal não correspondem à verdade. De acordo com um relatório oficial do Ministério espanhol dos Negócios Estrangeiros, 70,1% dos presos ou investigados por crimes sexuais são espanhóis, contra 29,9% estrangeiros. Segundo os dados de 2017 do Conselho Geral do Poder Judicial, do total de 2816 condenados, 2107 eram espanhóis e os restantes estrangeiros.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.