Escolha as suas informações

Kremlin: Primeiro contacto oficial entre Putin e Trump previsto para sábado

Kremlin: Primeiro contacto oficial entre Putin e Trump previsto para sábado

Foto: afp
Mundo 27.01.2017

Kremlin: Primeiro contacto oficial entre Putin e Trump previsto para sábado

O Kremlin admitiu hoje que o Presidente da Rússia, Vladimir Putin, poderá falar no sábado ao telefone com o homólogo norte-americano, naquela que será a primeira conversa entre os dois líderes desde que Donald Trump tomou posse.

O Kremlin admitiu hoje que o Presidente da Rússia, Vladimir Putin, poderá falar no sábado ao telefone com o homólogo norte-americano, naquela que será a primeira conversa entre os dois líderes desde que Donald Trump tomou posse.

Dmitri Peskov, porta-voz da presidência russa, respondeu "sim" quando questionado pela agência noticiosa RIA Novosti sobre a possibilidade de os dois líderes conversarem ao telefone no sábado, como avançou na quinta-feira o canal de televisão norte-americano CNN.

Putin já falou com Trump quando lhe telefonou para o felicitar pela vitória das presidenciais norte-americanas de 08 de novembro, mas a conversa de sábado, a realizar-se, será a primeira, de cariz oficial, com o republicano desde a sua chegada à Casa Branca, a 20 de janeiro.

Nesse primeiro contacto, em meados de novembro, Putin defendeu uma melhoria das relações entre Washington e Moscovo.

Trump, que tem hoje o seu primeiro encontro bilateral com a primeira-ministra britânica, Theresa May, na Casa Branca, reiterou, numa entrevista emitida pela Fox News, estar disposto a melhorar as relações com a Rússia, bem como com outros países.

Durante a campanha eleitoral, Trump afirmou admirar o estilo do governo de Putin e manifestou confiança numa aproximação entre os dois países, depois de as relações entre Washington e Moscovo durante a presidência de Barack Obama terem sido congeladas e alcançado um ponto de deterioração que não era visto desde a Guerra Fria.

Os Estados Unidos impuseram sanções a Moscovo por instigar o conflito civil na Ucrânia e anexar a Crimeia, ao que se somou o apoio militar de Moscovo ao regime do Presidente da Síria, Bashar al-Assad.

Além disso, a administração de Obama também tomou medidas contra a Rússia no final do ano, após concluir que interferiu nas eleições dos Estados Unidos com a divulgação de comunicações do Partido Democrata com o objetivo de favorecer Trump.

 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Casa Branca: Trump promulga sanções contra Rússia
O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, promulgou hoje, apesar das suas reservas, as novas sanções económicas contra a Rússia, aprovadas pelo Congresso para punir Moscovo pela ingerência nas eleições presidenciais norte-americanas, anunciou a Casa Branca.
US President Donald Trump and Russia's President Vladimir Putin shake hands during a meeting on the sidelines of the G20 Summit in Hamburg, Germany, on July 7, 2017.