Escolha as suas informações

Jorge Carlos Fonseca reeleito em votação com taxa de abstenção recorde
Mundo 03.10.2016 Do nosso arquivo online
Cabo Verde/Eleições Presidenciais

Jorge Carlos Fonseca reeleito em votação com taxa de abstenção recorde

Jorge Carlos Fonseca foi reeleito à primeira volta
Cabo Verde/Eleições Presidenciais

Jorge Carlos Fonseca reeleito em votação com taxa de abstenção recorde

Jorge Carlos Fonseca foi reeleito à primeira volta
Foto: Lusa
Mundo 03.10.2016 Do nosso arquivo online
Cabo Verde/Eleições Presidenciais

Jorge Carlos Fonseca reeleito em votação com taxa de abstenção recorde

O advogado e constitucionalista Jorge Carlos Fonseca foi hoje reeleito na primeira volta das presidenciais em Cabo Verde ao conquistar mais de 70% dos votos numa eleição que registou uma taxa de abstenção histórica acima dos 60%.

O advogado e constitucionalista Jorge Carlos Fonseca foi hoje reeleito na primeira volta das presidenciais em Cabo Verde ao conquistar 74% dos votos numa eleição que registou uma taxa de abstenção histórica acima dos 60%.

Jorge Carlos Fonseca, que concorreu com o apoio do partido do Governo (Movimento para a Democracia - MpD), conquista 91.487 votos (74%), segundo os resultados das 1.265 mesas.

O actual chefe de Estado garante assim, cerca de mais 30 mil votos do que os obtidos na segunda volta da eleição para o seu primeiro mandato em 2011.

Segundo os dados das eleições, Jorge Carlos Fonseca venceu nos 10 círculos eleitorais nacionais e nos três no estrangeiro.

O estreante reitor da Universidade do Mindelo, Albertino Graça, foi o segundo candidato mais votado, conquistando 27.917 votos (22, 6%).

O repetente combatente da liberdade Joaquim Monteiro garantiu 4.231 votos (3,4%), aumentando em cerca de 1.300 votos a votação da sua candidatura na primeira volta das presidenciais de 2011.

Votaram nas eleições presidenciais, segundo os dados provisórios, 126.325 eleitores, números que colocam a abstenção nos 64,1 %, a mais alta de todas as eleições democráticas realizadas em Cabo Verde.

Foram ainda registados 1.575 votos brancos e 1.099 votos nulos.

Os cabo-verdianos foram hoje às urnas para eleger Presidente da República para os próximos cinco anos, mas a eleição foi pouco mobilizadora para os cabo-verdianos com as urnas a registar fraca afluência na generalidade das mesas de voto.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Os brasileiros do Grão-Ducado deram 42,9% dos votos ao candidato da extrema-direita brasileira. Fernando Haddad, do PT, que vai disputar a segunda volta no dia 28 de outubro, apenas teve 9,3% dos votos dos eleitores brasileiros que votaram no Luxemburgo.
O novo Presidente francês terá de conseguir uma maioria parlamentar para governar. A sua primeira decisão foi rebatizar o seu movimento para “A República em Marcha” e tentar ganhar as eleições legislativas, marcadas para 11 e 18 junho (duas voltas).
A transição de poder entre Emmanuel Macron, à esquerda, e François Hollande, à direita, vai ter lugar no domingo, dia 14.
O Movimento para a Democracia (MpD), liderado por Ulisses Correia e Silva, venceu hoje com maioria absoluta às eleições legislativas em Cabo Verde, conquistando 53,7 por cento dos votos, segundo os resultados oficiais provisórios.