Escolha as suas informações

Joe Biden ordena o regresso dos Estados Unidos à OMS e ao Acordo de Paris
Mundo 21.01.2021

Joe Biden ordena o regresso dos Estados Unidos à OMS e ao Acordo de Paris

Joe Biden ordena o regresso dos Estados Unidos à OMS e ao Acordo de Paris

Foto: AFP
Mundo 21.01.2021

Joe Biden ordena o regresso dos Estados Unidos à OMS e ao Acordo de Paris

Bruno Amaral de Carvalho
Bruno Amaral de Carvalho
No primeiro dia na Casa Branca, o novo Presidente assinou várias ações executivas que rompem com decisões de Donald Trump.

O novo Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, assinou na quarta-feira uma dúzia de ações executivas, um ato já tradicional no primeiro dia do mandato na Casa Branca.

Questões como a pandemia, alterações climáticas, imigração e racismo, entre outras, fizeram parte deste primeiro pacote de decisões. Muitas delas significam um corte com as políticas do seu antecessor, Donald Trump.

É o caso da luz verde ao regresso do país ao Acordo de Paris, sobre o combate ao aquecimento global, e também à Organização Mundial de Saúde (OMS). Joe Biden decidiu ainda rasgar o controverso oleoduto Keystone XL.

A gravidade da situação pandémica nos Estados Unidos levou o novo Presidente a ordenar o uso de máscaras e distanciamento social em todos os edifícios federais e pediu aos norte-americanos que cobrissem a boca e o nariz durante os primeiros 100 dias do seu mandato.

Já sobre as questões da imigração, Joe Biden anulou uma declaração de emergência que permitia que alguns fundos federais fossem desviados para a construção do muro na fronteira com o México.

As ações executivas de Biden também põem fim à proibição de viajar para os Estados Unidos que Trump impôs aos cidadãos de alguns países de maioria muçulmana.

Além disso, o novo presidente ordenou a preservação do programa Ação Diferida para as Chegadas da Infância (DACA), que concede proteção aos imigrantes ilegais que vieram para os Estados Unidos sendo crianças.

No total, a Administração Biden planeia assinar 53 ações executivas durante os próximos 10 dias em áreas como o clima, a economia, os cuidados de saúde e a imigração, invertendo diretamente as políticas de Trump na maioria dos casos.

Biden assinou estes documentos horas depois de fazer o juramento de posse como 46º presidente dos Estados Unidos: "Hoje não celebramos o triunfo de um candidato, mas o triunfo da democracia", sustentou Biden no seu primeiro discurso como chefe de Estado. Também garantiu que irá reparar as alianças com o resto do mundo.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Candidato à Casa Branca: Trump hoje em visita ao México
O republicano Donald Trump anunciou que vai deslocar-se esta quarta-feira ao México para se encontrar com o Presidente Enrique Peña Nieto, horas antes do muito antecipado discurso do candidato à Casa Branca sobre imigração, no Arizona.
After initially promising to build a new barrier running the entire length of the border, Trump now says only half actually needs to be covered