Escolha as suas informações

Jean Asselborn anuncia condenação europeia à anexação de Israel de territórios palestinianos
Mundo 17.05.2020 Do nosso arquivo online

Jean Asselborn anuncia condenação europeia à anexação de Israel de territórios palestinianos

Jean Asselborn anuncia condenação europeia à anexação de Israel de territórios palestinianos

Foto: Anouk Antony
Mundo 17.05.2020 Do nosso arquivo online

Jean Asselborn anuncia condenação europeia à anexação de Israel de territórios palestinianos

Henrique DE BURGO
Henrique DE BURGO
Em causa estão os planos de anexação, pelo governo israelita, de partes dos territórios palestinianos da Judeia e Samaria.

Os países da União Europeia (UE) planeiam emitir um alerta a Israel para não aplicar a soberania sobre partes dos territórios palestinianos da Judeia e Samaria, disse ontem o ministro dos Negócios Estrangeiros do Luxemburgo, Jean Asselborn, em entrevista à agência de notícias AFP.

Jean Asselborn disse à AFP que discutiu uma declaração comum com seus colegas da União Europeia, na sexta-feira, através de videoconferência.


MNE não reconhece plano de anexação de Israel para território palestiniano ocupado
O entendimento diplomático do governo do Luxemburgo segue alinhado com o da UE de não reconhecer a posição israelita relativamente a parte do West Bank.

"Um grande número de países apoiou um texto preliminar" que Asselborn preparou com o seu homólogo irlandês, Simon Coveney, alertando que este plano de anexação, previsto para julho, "seria uma violação do direito internacional", disse o ministro luxemburguês.

Áustria e Hungria recusaram assinar a declaração conjunta, "mas o facto de um grande número de países apoiar essa linha é um sucesso", reconheceu Jean Asselborn à AFP.

Também no sábado, o alto representante da União Europeia para os Negócios Estrangeiros, Josep Borrell, disse aos jornalistas que a UE fará um esforço diplomático para pressionar Israel a não executar seu plano, apesar de admitir que há ainda profundas divisões entre os Estados da UE sobre esta matéria.   

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas