Escolha as suas informações

Itália vai ser governada por Mario Draghi, antigo presidente do BCE
Mundo 03.02.2021

Itália vai ser governada por Mario Draghi, antigo presidente do BCE

Itália vai ser governada por Mario Draghi, antigo presidente do BCE

Foto: Arne Dedert/dpa
Mundo 03.02.2021

Itália vai ser governada por Mario Draghi, antigo presidente do BCE

Os partidos não chegaram a um consenso e o Presidente italiano chamou o ex-banqueiro para chefiar um novo Governo.

A Itália enfrenta a enésima crise política depois da queda do Governo liderado por Giuseppe Conte. O ex-primeiro-ministro tinha a expetativa de ser chamado pelo Presidente da República Sergio Mattarella para conduzir um novo executivo mas teve a mesma sorte que o seu antecessor, Matteo Renzi. Foi, aliás, o líder da formação política Italia Viva que negou essa oportunidade a Conte.

O Presidente da República já havia anunciado num tom dramático, na terça-feira, que só há dois caminhos: eleições imediatas ou um executivo institucional apoiado por todas as forças políticas até que a crise seja resolvida. Escolhida a segunda hipótese, sabe-se hoje que é Mario Draghi, o antigo presidente do Banco Central Europeu, que vai liderar o novo Governo.

Draghi, de 73 anos, é uma das poucas figuras a obter um amplo consenso entre os partidos políticos. Mesmo a direita estaria disposta a apoiar um executivo liderado pelo antigo banqueiro apesar de o líder de extrema-direita, Matteo Salvini, e a líder do Fratelli d'Italia, Giorgia Meloni, se inclinassem para um cenário de eleições. 

Draghi tem sido o nome que Renzi apresenta quando questionado sobre o perigo de abrir uma crise política num cenário de pandemia. Mas se este novo Governo acabar como os anteriores, Matteo Renzi pode ver a sua carreira decepada.

A eleição de Draghi vai certamente aliviar os temores do setor empresarial e financeiro do país e a rejeição dos sindicatos. Mas para Sergio Mattarella o importante é unir uma parte importante do arco parlamentar. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Primeiro-ministro italiano apresentou demissão
O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, apresentou esta terça-feira a demissão ao Presidente da República, Sergio Mattarella, que vai iniciar consultas com os restantes partidos para resolver a crise política, informou o chefe de Estado.
Governo italiano pode estar à beira do fim
Conselho de Ministros marcado para esta terça-feira pode marcar o fim da coligação governamental quando os parceiros não se entendem a propósito do plano de recuperação do país.