Escolha as suas informações

Israel suspeito de ataque a instalações nucleares iranianas
Mundo 07.07.2020

Israel suspeito de ataque a instalações nucleares iranianas

Israel suspeito de ataque a instalações nucleares iranianas

Foto: AFP
Mundo 07.07.2020

Israel suspeito de ataque a instalações nucleares iranianas

Um membros dos serviços secretos no Médio Oriente, citado pelo New York Times, aponta o dedo a Telavive.

No passado dia 2 de julho, uma violenta explosão destrui parte no complexo nuclear de Natanz, no Irão. Então, o porta-voz do Conselho Supremo de Segurança Nacional, Keyvan Khosravi, declarou que não havia qualquer fuga radioativa porque no local não estava qualquer material nuclear. Nesse mesmo dia, anunciou que a causa e a forma do acidente "seriam anunciados no momento apropriado".

Agora, o New York Times cita fontes anónimas que indicam que foi um ataque e apontam a responsabilidade a Israel. A instalação nuclear iraniana localizada a 270 quilómetros de Teerão terá sido atacada por uma "bomba poderosa", afirma um "funcionário dos serviços secretos no Médio Oriente", da autoria de Israel.

O New York Times falou também com um membro do Corpo da Guarda Revolucionária Islâmico (IRGC) com conhecimento do assunto que confirmou que foi utilizado um explosivo no incidente. Esta fonte anónima especificou que as autoridades iranianas "consideraram a possibilidade" de que "um míssil de cruzeiro ou um drone" tivesse sido utilizado para atacar Natanz, embora vejam o cenário da bomba como mais provável. 

Por outro lado, a possibilidade de um ataque cibernético foi também excluída, disse este membro da Guarda Revolucionária, acrescentando que o episódio irá provavelmente acelerar os planos do país persa de mover mais das suas instalações nucleares mais sensíveis para o subsolo.

Por outro lado, o Ministro israelita da Defesa, Benny Gantz, rejeitou quaisquer especulações sobre o envolvimento do seu país no incidente, dizendo que "não tinha a certeza" se os iranianos seguiam sempre os protocolos de segurança nos seus locais estratégicos.

"Todos podem desconfiar de nós a toda a hora. Mas nem todos os incidentes que ocorrem no Irão têm necessariamente nada a ver connosco", disse Gantz, citado pelo The Jerusalem Post. Ao mesmo tempo, o ministro salientou que um Irão nuclear representa uma ameaça para Israel.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.