Escolha as suas informações

Idai. Número de casos de cólera subiu para 271
Mundo 2 min. 30.03.2019

Idai. Número de casos de cólera subiu para 271

Idai. Número de casos de cólera subiu para 271

Foto: AFP
Mundo 2 min. 30.03.2019

Idai. Número de casos de cólera subiu para 271

Luxemburgo e Portugal enviaram equipas de ajuda para o país.

O número de casos de cólera detetados na cidade da Beira subiu para 271, anunciou Ussene Isse, Diretor Nacional de Assistência Médica de Moçambique, no mais recente balanço divulgado na sexta-feira.

Entre quinta e sexta-feira "foram detetados 132 casos, 90 no bairro da Munhava", detalhou, no que classifica como "um surto" que já tinha sido previsto pelas autoridades, depois do ciclone Idai e das cheias que se seguiram no centro do país. O número de casos de cólera na cidade da Beira tem crescido de dia para dia: na quarta-feira foram reportados oficialmente os primeiros cinco casos e no dia seguinte a contagem subiu para 139. Ussene Isse referiu que não há mortes confirmadas devido à doença.

"Estamos em prontidão máxima do ponto de vista da vigilância", que está a ser instalada noutros pontos da região centro de Moçambique, acrescentou.

A doença é propagada através de água e alimentos contaminados e o risco aumentou devido às inundações e à destruição de infraestruturas provocada pelo ciclone. A Organização das Nações Unidas (ONU) vai dar início, na próxima semana, a um programa de vacinação oral contra a cólera na zona, prevendo a administração de 900 mil unidades. 

Numa outra iniciativa, o Estado português iniciou na sexta-feira uma campanha dirigida à comunidade portuguesa com um lote de 600 unidades. O Luxemburgo foi um dos primeiros países a enviar uma missão de ajuda para a cidade da Beira, no dia 17 deste mês, que se irá prolongar durante as próximas semanas. A comunidade moçambicana no Luxemburgo está a mobilizar-se para apoiar a região da Beira, praticamente destruída pela passagem do ciclone Idai e onde habitam cerca de 2500 portugueses. 

Número de mortos subiu para 501

As autoridades moçambicanas anunciaram também, este sábado, que o número de mortos provocados pelo ciclone Idai e as cheias que se seguiram subiu para 501. O último balanço, apresentado pelo centro de operações de socorro na cidade da Beira, acrescenta mais oito vítimas mortais desde sexta-feira, numa altura em que foi dada como concluída (desde quinta-feira) a fase de salvamento e resgate.


Hélder Fazenda, 37 anos, professor de matemática tenta regressar da Beira com mantimentos para a família, presa pelas águas na vila de Búzi, 24 março 2019. (ACOMPANHA TEXTO DO DIA 24 MARÇO 2019). ANTÓNIO SILVA / LUSA
Tragédia do Idai: Super-homem de Búzi arrisca viagem para alimentar família
Hélder Fazenda, 37 anos, professor de matemática, implora por um espaço para dois sacos de alimentos numa das poucas embarcações artesanais que se arisca contra a maré do rio Búzi, em Moçambique.

Contacto/Lusa



Notícias relacionadas