Escolha as suas informações

Homem na Alemanha recebeu 90 doses de vacinas para vender certificados
Mundo 03.04.2022 Do nosso arquivo online
Pandemia

Homem na Alemanha recebeu 90 doses de vacinas para vender certificados

Pandemia

Homem na Alemanha recebeu 90 doses de vacinas para vender certificados

Foto: Sebastian Gollnow/dpa
Mundo 03.04.2022 Do nosso arquivo online
Pandemia

Homem na Alemanha recebeu 90 doses de vacinas para vender certificados

Lusa
Lusa
O homem de 60 anos terá recebido até 90 doses da vacina contra a covid-19 em centros de vacinação do estado da Saxónia durante meses, até a polícia o ter identificado.

Um homem de 60 anos terá recebido até 90 doses da vacina contra a covid-19 na Alemanha para vender certificados de vacinação falsificados a pessoas que não queriam ser vacinadas, noticiou a agência de notícias alemã DPA.

Um homem de Magdeburgo, cidade no leste da Alemanha, terá recebido até 90 doses da vacina contra a covid-19 em centros de vacinação do estado da Saxónia durante meses, até a polícia o ter identificado, refere a mesma agência.


Covid-19. Reino Unido atinge recorde de casos com quase cinco milhões de pessoas infetadas
O último aumento foi impulsionado pela variante Ómicron mais transmissível (BA.2) e que é dominante em todo o Reino Unido.

O suspeito não foi detido, mas está sob investigação pela falsificação de documentos e a emissão não autorizada de certificados de vacinação.

O homem foi identificado pelas forças de segurança num centro de vacinação na cidade de Eilenburg, no estado da Saxónia, onde aparecia pelo segundo dia consecutivo para ser vacinado contra a covid-19.

De acordo com a DPA, a polícia apreendeu vários certificados de vacinação em branco e iniciou os procedimentos criminais contra aquele homem.

Segundo a agência Associated Press, não é claro qual o impacto que cerca de 90 doses de vacina de diferentes marcas terão tido na saúde do homem.

A polícia alemã tem conduzido diversos mandados de busca relacionados com a falsificação de certificados de vacinação nos últimos meses.


Covid-19. China regista pico de casos com mais de 13 mil infetados nas últimas 24 horas
Quase todos os 25 milhões de habitantes de Xangai, capital económica da China, estão confinados desde sábado. Nos últimos dias, a cidade tornou-se o epicentro de uma nova onda de contágio ligada à Omicron.

O negacionismo em relação à vacinação e à pandemia tem levado várias pessoas na Alemanha a recusarem-se a serem vacinadas.

A Associated Press salienta que, mesmo não estando vacinadas, muitas dessas pessoas procuram ter um certificado de vacinação para terem acesso facilitado a espaços como restaurantes, teatros, locais de trabalho ou piscinas.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Um estudo do Instituto Robert Koch de virologia, hoje divulgado, estima que a campanha de vacinação contra a covid-19 tenha evitado 38.300 mortes na Alemanha, mais de 706.000 infeções e cerca de 20.000 internamentos em cuidados intensivos.