Escolha as suas informações

Homem em camião roubado choca contra veículos e fere nove pessoas
Mundo 3 min. 08.10.2019

Homem em camião roubado choca contra veículos e fere nove pessoas

Alguns veículos ficaram destruídos pela força do embate do camião branco (à esq.).g.

Homem em camião roubado choca contra veículos e fere nove pessoas

Alguns veículos ficaram destruídos pela força do embate do camião branco (à esq.).g.
Photo: AFP
Mundo 3 min. 08.10.2019

Homem em camião roubado choca contra veículos e fere nove pessoas

Polícia investiga hipótese de ataque terrorista ontem à noite em cidade alemã. Testemunhas dizem que suspeito falava em 'Alá'.

Um homem que conduzia um camião roubado chocou contra vários automóveis, esta segunda-feira à noite em Limburg, na Alemanha ocidental, ferindo cerca de uma dúzia de pessoas antes de ser preso. 

As razões para este ato ainda estão por explicar e a polícia não exclui nenhuma hipótese, nomeadamente, a de um ataque terrorista.

Photo: AFP

Nove pessoas feridas

"Não temos ainda evidências suficientes para adiantarmos o contexto" em que esta situação ocorreu nem sequer para avançar com uma hipótese em particular, resumiu ontem à noite a polícia alemã, enquanto vários testemunhos recolhidos pela imprensa local relatavam o comportamento errático do suspeito, cuja viagem no camião roubado durou apenas algumas centenas de metros.

De acordo com as declarações da polícia esta terça-feira de manhã, "um homem" apreendeu um veículo pesado de mercadorias no centro da cidade por volta das 17h20 hora local (15:20 GMT), para ir embater um pouco mais longe contra vários automóveis parados num semáforo vermelho em frente ao tribunal de Limburg.

Photo: AFP

No total "cerca de nove pessoas ficaram ligeiramente feridas, incluindo o suspeito, o motorista do camião roubado. Ninguém ficou gravemente ferido", vincou a polícia local.

Após colidir com os automóveis parados na estrada, o veículo pesado terminou a sua viagem nuns canteiros de flores que separavam as faixas da estrada.

Ainda durante a noite de segunda-feira para terça-feira, equipas da autarquia removeram os nove veículos danificados pelo camião na estrada.

AFP

Hipótese terrorismo

Um porta-voz da polícia, citado pela agência noticiosa alemã DPA na segunda-feira à noite, questionou a possibilidade de um ataque terrorista, nesta cidade de 35.000 habitantes, perto de Frankfurt, a capital financeira da Alemanha.

 Para já, a polícia não quer avançar com possibilidades realçando que "a investigação continua, com a audição de testemunhas e a recolha de provas".

"Sob influência de drogas"

Citado pelo diário local ‘Frankfurter Neue Presse’, o motorista habitual do camião contou que viu um homem de trinta anos, barbudo, de cabelo curto, com “um olhar estranho, talvez sob a influência de drogas" a abrir a porta do seu veículo quando aproveitou que ele motorista parou o veículo e saiu.

"Perguntei-lhe: O que queres? Mas ele não disse nada e começou a conduzir o camião ", contou este funcionário de empresa de logística, sublinhando que ainda correu atrás do seu veículo pesado.

Photo: AFP

 O relato das testemunhas

Após a colisão, um grupo de condutores e outros transeuntes rodearam o suspeito que tinha saído do camião e estava sentado no chão, com o nariz e mãos a sangrar, e as calças rasgadas. Segundo Bettina Yeisley, uma funcionária que correu para o local com os seus colegas, após ouvir o barulho da colisão, o suspeito balbuciou "ferido em todo o lado" e que se chamava Mohammed.

Segundo outras testemunhas, o indivíduo disse a palavra "Alá" várias vezes, o que levou o pequeno grupo a mantê-lo sob a sua vigilância, explica o ‘Frankfurter Neue Presse’.

 A polícia não confirmou nenhum destes elementos. A delegacia regional de polícia publicou em vários tweets, pedindo a todas as testemunhas do acidente e a quem tivesse fotografado e filmado a colisão para entrar em contacto com os agentes que necessitam de todo o material que seja relevante para esta investigação.

 O ataque em Berlim

 As autoridades alemãs estão em alerta após vários ataques jihadistas nos últimos anos. O mais mortífero foi cometido em dezembro de 2016, quando um tunisino, Anis Amri, entrou também com um camião roubado, por mercado de Natal, em Berlim, matando 12 pessoas. Em abril, o chefe da Inteligência Interna, Thomas Haldenwang, estimou que 2.240 islamistas com "potencial terrorista" vivem na Alemanha.

AFP


Notícias relacionadas