Escolha as suas informações

Haddad é o candidato do PT às presidenciais do Brasil

Haddad é o candidato do PT às presidenciais do Brasil

Foto: AFP
Mundo 12.09.2018

Haddad é o candidato do PT às presidenciais do Brasil

Lula deixou a indicação através de carta que foi lida junto à sede da Polícia Federal de Curitiba pelo advogado Luiz Eduardo Greenhalgh.

Da prisão de Curitiba onde se encontra há 159 dias, o até aqui candidato à presidência do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, deu a indicação para que seja Fernando Haddad o candidato do Partido dos Trabalhadores (PT) a partir de agora. De imediato, Haddad oficializou o seu novo papel perante a direção executiva do PT e afirmou: "Sinto a dor daqueles que não vão poder votar em quem queriam que subisse a rampa do Planalto, mas peço o apoio de todos nesta tarefa monumental".

"Quero pedir, de coração, a todos os que votariam em mim , que votem no companheiro Fernando Haddad para Presidente da República", referia a missiva, lida pelo advogado Luiz Eduardo Greenhalgh. "De hoje em diante, Haddad será Lula para milhões de brasileiros", acrescentava o ex-presidente acerca do até agora candidato a vice-presidente.

Tal como em 2002, Lula chamou ao documento "Carta ao Povo Brasileiro", reafirmando-se "vítima de um processo injusto" e insistindo na ideia de que voltará para estar ao lado de Haddad e, juntos, fazerem "o governo da esperança".



Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

O juiz que prendeu Lula dá parabéns a Bolsonaro
O juiz Sérgio Moro que instruiu o processo de Lula e depois o colocou na prisão em tempo recorde, impedindo-o de poder concorrer às eleições, desejou uma excelente presidência ao eleito da extrema-direita. Recorde-se que o procurador que lançou a Lava Jato, Rodrigo Janot, e o homem que teve à frente do processo Mensalão, que condenou dirigentes do PT, Joaquim Barbosa apoiaram nos últimos dias o candidato do PT, Haddad.
Quando o cu de Caetano Veloso entra na campanha
Apesar do seu apoio público à tortura e à ditadura militar, o candidato de extrema-direita conta com a cumplicidade dos partidos de centro que governam o Brasil, pois estes preferem um candidato que promete metralhar os opositores a terem novo governo do PT.
Facadas só dão dois pontos a Bolsonaro
A última sondagem no Brasil revela que o candidato da extrema-direita perde com todos na segunda volta e que 33% dos apoiantes de Lula prontificam-se a seguir as indicações de voto deste, na semana em que o PT formaliza Haddad como candidato.