Escolha as suas informações

Governo espanhol pode anunciar estado de emergência já no domingo
Mundo 2 min. 24.10.2020

Governo espanhol pode anunciar estado de emergência já no domingo

Governo espanhol pode anunciar estado de emergência já no domingo

Foto: AFP
Mundo 2 min. 24.10.2020

Governo espanhol pode anunciar estado de emergência já no domingo

Com o apoio de oito regiões autónomas e de Melilla, o executivo liderado por Pedro Sánchez marcou uma reunião extraordinária do Conselho de Ministros para amanhã.

Espanha está à beira de aprovar um novo estado de emergência. Como se fosse um dejá vu, o país enfrenta novamente uma situação sanitária grave. Depois de várias regiões autónomas terem apoiado o apelo do Governo para decretar a medida, o executivo de Pedro Sánchez deve fazê-lo no próximo Conselho de Ministros, provavelmente já no domingo, com a presença virtual da presidente da Comissão Europeia, de acordo com o El País.

Primeiro foi Melilla, depois o País Basco, Astúrias, Extremadura, La Rioja, Catalunha, Navarra e Cantábria, bem como Castilla-La Mancha, que anunciaram restrições para tentar impedir o crescente aumento de casos. Durante toda a tarde de sexta-feira, os presidentes destas regiões, com socialistas, membros do Ciudadanos e independentistas, mas nenhum do PP, exigiram que Sánchez articulasse este instrumento constitucional para impor restrições extraordinárias face ao avanço imparável do coronavírus em quase todo o território nacional. 

O presidente já tinha mostrado na manhã de sexta-feira, num discurso aos cidadãos, a sua vontade de tomar medidas rigorosas porque, afirmou, "a situação é grave" e "estão a chegar meses muito difíceis".

Também o ministro da Saúde, Salvador Illa, tinha pedido nessa mesma manhã um "amplo apoio" para aprovar um estado de emergência e assim poder estabelecer um recolher obrigatório noturno em todo o país. 

Isto implica o apoio das regiões autónomas, que o aplicariam e apoio suficiente no Congresso dos Deputados, que teriam de votar a favor para o prolongar uma vez implementado. O Ciudadanos ofereceu apoio e pediram ao PP que fizesse o mesmo. Com os votos do Partido Nacionalista Basco, do Ciudadanos, dos partidos que compõem o Governo catalão e do Podemos, o Governo espanhol teria força para aprovar a medida.

Contudo, esta decisão não implicaria o confinamento. As autoridades estão a tentar evitar essa medida com outras intermédias. Num discurso que fez lembrar as suas palavras na primavera, durante a primeira vaga da epidemia, Pedro Sánchez apelou à unidade, tanto das autoridades como dos cidadãos, para evitar limitações totais de movimento, abrindo ao mesmo tempo a porta a um novo estado de emergência para tomar medidas extraordinárias nos locais onde o risco é extremo.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.