Escolha as suas informações

Glasgow. Cercam carrinha policial e conseguem libertação de imigrantes detidos
Mundo 14.05.2021

Glasgow. Cercam carrinha policial e conseguem libertação de imigrantes detidos

Glasgow. Cercam carrinha policial e conseguem libertação de imigrantes detidos

Andrew Milligan/PA Wire/dpa
Mundo 14.05.2021

Glasgow. Cercam carrinha policial e conseguem libertação de imigrantes detidos

"Estes são os nossos vizinhos, deixem-nos ir". A população desta cidade escocesa protestou contra a detenção de vizinhos imigrantes que corriam o risco de serem expulsos do país.

É uma história com um final feliz. Dois imigrantes foram detidos num bairro na zona sul de Glasgow pela polícia britânica de imigração. "Meteram-se com a cidade errada", afirmaram os vizinhos que cercaram a viatura das autoridades.

A meio da manhã, uma multidão de cerca de 200 habitantes cercou o veículo, impedindo-o de prosseguir. "Estes são nossos vizinhos, deixem-nos ir", gritavam enquanto um manifestante se deitava no chão em frente à carrinha.

"Estou simplesmente assoberbado com a solidariedade de Glasgow para com os refugiados e requerentes de asilo", disse Roza Salih ao The Guardian, gritando para ser ouvido por causa dos gritos jubilosos de "os refugiados são bem-vindos aqui". "Esta é uma vitória para a comunidade".

Anteriormente Salih questionou porque é que esta prática de entrar pela casa das pessoas de madrugada parecia ser recorrente. Salientou também o impacto desta operação se ter realizado em pleno Eid al-Fitr, a celebração muçulmana que marca o fim do Ramadão, numa das áreas mais multiculturais da cidade.

"Esta é uma revolução de pessoas que se unem solidariamente para aqueles de quem outros se afastaram", disse ela. Aksu descreveu como centenas de outros apoiantes tinham chegado ao local à medida que a tarde avançava. "Isto é apenas o começo. Quando houver outra rusga ao amanhecer em Glasgow, a mesma coisa acontecerá".

O protesto durou sete horas. Pouco depois das 17, a polícia escocesa divulgou uma declaração anunciando a libertação dos homens detidos "a fim de proteger a segurança, a saúde pública e o bem-estar das pessoas envolvidas na detenção e no subsequente protesto". A força pediu aos presentes no local que se dispersassem da área o mais rapidamente possível.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.