Escolha as suas informações

General iraniano morto em ataque aéreo ao aeroporto de Bagdad
Mundo 03.01.2020 Do nosso arquivo online

General iraniano morto em ataque aéreo ao aeroporto de Bagdad

General iraniano morto em ataque aéreo ao aeroporto de Bagdad

Foto: AFP
Mundo 03.01.2020 Do nosso arquivo online

General iraniano morto em ataque aéreo ao aeroporto de Bagdad

Segundo fontes oficiais da segurança iraquiana, pelo menos oito pessoas foram mortas no ataque, três dias depois de um assalto inédito à embaixada norte-americana.

O comandante da força de elite iraniana Al-Quds, o general Qassem Soleimani, morreu hoje num ataque aéreo contra o aeroporto internacional de Bagdad, anunciaram as autoridades de segurança do Iraque.

No mesmo ataque morreu também o 'número dois' da coligação de grupos paramilitares pró-iranianos no Iraque, Abu Mehdi al-Muhandis, conhecida como Mobilização Popular [Hachd al-Chaabi], indicaram as autoridades.

Segundo fontes oficiais da segurança iraquiana, pelo menos oito pessoas foram mortas no ataque, três dias depois de um assalto inédito à embaixada norte-americana.

Até agora, nem Teerão, nem Washington reagiram ao bombardeamento, que surge numa altura de escalada de tensões depois de milícias iraquianas terem invadido a embaixada norte-americana em Bagdad, em 31 de dezembro último.

Numa aparente reação, o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, publicou uma imagem da bandeira norte-americana na rede social Twitter, sem qualquer comentário.


Pentágono afirma que Trump ordenou a morte de general iraniano
Após a morte de Qassem Soleimani, Trump publicou no Twitter uma imagem da bandeira norte-americana, sem qualquer comentário.

O ataque à embaixada durou dois dias e apenas terminou quando Trump anunciou o envio de mais 750 soldados para o Médio Oriente.

A embaixada norte-americana foi atacada na sequência de um bombardeamento aéreo por parte dos Estados Unidos que matou 25 combatentes da milícia iraquiana.

Lusa


Notícias relacionadas