Escolha as suas informações

Fuga de querosene em oleoduto "sem perigo para os residentes" de Echternacherbrück
Mundo 4 29.09.2022
Fronteiras

Fuga de querosene em oleoduto "sem perigo para os residentes" de Echternacherbrück

Fronteiras

Fuga de querosene em oleoduto "sem perigo para os residentes" de Echternacherbrück

Foto: Harald Tittel/dpa
Mundo 4 29.09.2022
Fronteiras

Fuga de querosene em oleoduto "sem perigo para os residentes" de Echternacherbrück

DPA
DPA
Oleoduto da NATO, na fronteira do Luxemburgo, ficou danificado durante os trabalhos de manutenção. Cerca de 30.000 litros de querosene foram derramados.

A fuga de 30.000 litros de querosene num oleoduto da NATO no munícipio alemão de Echternacherbrück, na fronteira com o Luxemburgo, não representa nenhum perigo para os residentes da área. 

Segundo a administração do distrito de Eifel Bitburg-Prüm, o oleoduto de querosene, na zona industrial de Echternacherbrück, vazou na quarta-feira durante os trabalhos de manutenção, causando uma fuga de 30.000 litros de querosene no rio Sauer, em frente à cidade luxemburguesa de Echternach.

"Nenhuma pessoa foi prejudicada. Não há perigo agudo para os residentes", anunciaram as autoridades durante a noite. Embora "vários milhares de litros" tivessem já vazado quando a fuga foi fechada, não houve contaminação do rio Sauer, e nas proximidades. 

De acordo com a imprensa alemã, várias barreiras de petróleo foram erguidas no rio Sauer para evitar a contaminação. A operação policial terminou ao início da noite de quarta-feira. 

De acordo com a administração distrital, o oleoduto faz parte de uma rede europeia e serve para fornecer combustível a vários aeródromos da NATO, bem como o aeroporto do Findel.

Construído no final da década de 1950, a parte do oleoduto no Luxemburgo começa em Echternach e passa por Osweiler, Berburg, Flaxweiler e Oetringen até ao Aeroporto do Findel.  

Com Michael Merten (LW) e John Monaghan (Lux Times)

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas