Escolha as suas informações

576 passageiros apanhados com testes covid falsos no aeroporto de Bruxelas
Mundo 22.06.2021
Fraude

576 passageiros apanhados com testes covid falsos no aeroporto de Bruxelas

Fraude

576 passageiros apanhados com testes covid falsos no aeroporto de Bruxelas

Foto: AFP
Mundo 22.06.2021
Fraude

576 passageiros apanhados com testes covid falsos no aeroporto de Bruxelas

Adeus viagem e 750 euros para não ir a tribunal. Foi o que pagou a mais de meia centena de passageiros que apresentou um teste PCR negativo falso para tentar viajar para o estrangeiro entre 19 abril e 11 de junho, no aeroporto de Bruxelas.

O Ministério Público de Hal-Vilvoorde, Bélgica, anunciou esta terça-feira que 576 passageiros foram apanhados em flagrante ao apresentar um teste falsificado de rastreio à covid no aeroporto de Bruxelas quando se preparavam para  embarcar em voos com destino ao estrangeiro.

Estes passageiros ficaram imediatamente proibidos de realizar a viagem aérea e a polícia do aeroporto apresentou-lhes uma proposta de liquidação transacional de 750 euros. Ao abrigo do direito belga esta é uma proposta feita ao autor da infração que mediante este pagamento não será julgado em tribunal. Se recusar o infrator corre o risco de ter de pagar uma multa criminal de valor superior e estar sujeito a outras sanções penais.


Covid-19. Já há quem venda testes PCR falsos para passageiros mostrarem à chegada nos aeroportos
Os testes falsificados são difíceis de detetar e aumentam o risco de pessoas infetadas entrarem nos países da UE. A Europol lançou o alerta.

Entre os 576 passageiros infratores, apenas dois recusaram o pagamento e vão, portanto, ter de responder em tribunal. Esta foi a medida decidida pelo Colégio dos Procuradores Gerais da Bélgica para lutar contra as tentativas de viajar com testes falsificados à covid-19.

"Se os funcionários do aeroporto suspeitarem que uma pessoa pretende viajar para o estrangeiro com prova falsa de um teste negativo, contacta imediatamente a polícia do aeroporto", explicou a procuradora Ine Van Wymersch, citada na imprensa belga.

Polícia identifica fraudes na hora

"A polícia pode verificar rapidamente se o certificado de teste negativo foi falsificado ou não. Se for falsificado, os documentos são confiscados e a pessoa em questão não pode mais viajar. O infrator tem então a opção de aceitar uma resolução amigável, pagando um valor de 750 euros. Os que não pagarem serão notificados para comparecer no tribunal penal", informou esta responsável.


Portugal. Apanhados 15 viajantes com testes falsos à covid a tentar passar a fronteira perto de Chaves
Os cidadãos de nacionalidade portuguesa e estrangeira a trabalhar em vários países europeus viajavam numa única viatura e tentaram entrar em Portugal com testes falsificados, informa o SEF. Todos vão a tribunal.

Os dados do Ministério Público indicam que as tentativas de viajar com um teste falsificado estão a aumentar: entre 19 e 25 de abril, 58 pessoas foram apanhadas em flagrante no aeroporto de Bruxelas, com um certificado falsificado. Entre 25 de abril e 21 de maio, mais 249 passageiros foram identificados com a mesma infração. Até 11 de junho, houve um total de 576 pessoas que apresentaram um teste de rastreio falsificado no aeroporto, quando se preparavam para levantar voo com destino ao estrangeiro.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas