Escolha as suas informações

França presta homenagem às vítimas do atentado ao jornal Charlie Hebdo
Mundo 9 07.01.2019

França presta homenagem às vítimas do atentado ao jornal Charlie Hebdo

França presta homenagem às vítimas do atentado ao jornal Charlie Hebdo

Foto: AFP
Mundo 9 07.01.2019

França presta homenagem às vítimas do atentado ao jornal Charlie Hebdo

Faz hoje quatro anos que o jornal satírico francês foi alvo de um ataque terrorista que provocou 12 mortos.

Esta segunda-feira, centenas de pessoas reuniram-se em Paris para relembrar as vítimas do atentado terrorista ao jornal Charlie Hebdo, no dia 7 de Janeiro de 2015. As cerimónias foram lideradas pela presidente da Câmara Municipal de Paris, Ana Hidalgo, e pelo ministro francês do Interior, Christophe Castaner, que, no Twitter, publicou a lista com os nomes das vítimas. Jornalistas, cartoonistas, líderes religiosos e políticos marcaram presença, esta manhã, na capital francesa.

Há quatro anos, os irmãos Saïd e Cherif Kouachi, dois radicais islâmicos, entraram na redação do jornal e dispararam sobre as pessoas que lá estavam, sobretudo redatores e cartoonistas. Doze pessoas morreram e onze ficaram feridas. Este foi o primeiro de uma série de atentados em França. Desde então, o país mantém-se em alerta máximo para a violência terrorista.



Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Dois anos depois: Charlie Hebdo não se deixa intimidar
Há dois anos, a 7 de janeiro de 2015, dois terroristas invadiram a redação do jornal satírico Charlie Hebdo e dispararam contra os jornalistas. Morreram 12 pessoas, em plena cidade de Paris, vítimas de um ataque à liberdade de imprensa.
"Je suis Charlie" gibt die Anteilnahme nach den Morden vom 7. Januar 2015 wieder.