Escolha as suas informações

França. Operação policial em casas de membros do Governo por má gestão da pandemia
Mundo 15.10.2020

França. Operação policial em casas de membros do Governo por má gestão da pandemia

França. Operação policial em casas de membros do Governo por má gestão da pandemia

Foto: AFP
Mundo 15.10.2020

França. Operação policial em casas de membros do Governo por má gestão da pandemia

Bruno Amaral de Carvalho
Bruno Amaral de Carvalho
As casas do ex-primeiro-ministro francês, Édouard Philippe, e do atual ministro da Saúde, Olivier Véran, entre outros, foram objeto de buscas policiais na sequência de várias queixas de vítimas de covid-19 que levaram à abertura de uma investigação judicial.

Para além das buscas a Olivier Verán e a Édouard Philippe, a polícia visitou a casa de vários membros e ex-membros do Governo de Emmanuel Macron no âmbito de uma investigação judicial sobre a gestão da crise sanitária do novo coronavírus.

Para além do diretor-geral da Saúde, Jérôme Salomon, também a ex-porta-voz do Governo, Sibeth Ndiaye, e a ex-ministra da Saúde Agnès Buzyn, responsável pela gestão da crise nas primeiras fases da pandemia, foram objeto de buscas.

Este procedimento faz parte do inquérito judicial aberto em julho pelo Tribunal de Justiça da República, órgão competente para julgar membros do Governo por alegados crimes cometidos no contexto das suas funções, neste caso, na sequência de queixas de várias vítimas da covid-19 que consideram que altos funcionários demoraram a tomar decisões para impedir a propagação do vírus.

A operação policial chegou horas depois de o Presidente Macron ter anunciado na quarta-feira à noite um novo estado de emergência a começar no sábado. Esta medida permite ao governo ter um quadro legal para tomar medidas vigorosas, tais como o recolher obrigatório noturno imposto às nove principais cidades do país, incluindo Paris, durante um mês.

Já os deputados do Partido Socialista questionaram o Governo e pediram um debate no parlamente "o mais rapidamente possível" sobre o recolher obrigatório e o restabelecimento do estado de emergência sanitária. "Estas medidas levantam muitas questões quanto às suas consequências económicas e sociais". 


"Marcha atrás". Tudo sobre o regresso das restrições aos países vizinhos
Alemanha, Bélgica e França, os países vizinhos do Luxemburgo estão a fazer "marcha atrás" na pandemia. Saiba as medidas em vigor em cada um deles.

Mas são várias as vozes da esquerda à direita que defendem um debate sobre o recolher obrigatório. "Seria inexplicável" que o parlamento "não decidisse sobre medidas tão sérias", tweetou o senador do LR (direita), Philippe Bas. Já no La France Insoumise (esquerda), Alexis Corbière considerou "chocante" que um recolher obrigatório, "nunca visto em 60 anos de política em França, não inclua, pelo menos, um debate" na Assembleia Nacional.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.