Escolha as suas informações

França/EUA: Macron provoca Trump e quer 'Tornar o Planeta Grande Outra Vez!"
Mundo 02.06.2017

França/EUA: Macron provoca Trump e quer 'Tornar o Planeta Grande Outra Vez!"

França/EUA: Macron provoca Trump e quer 'Tornar o Planeta Grande Outra Vez!"

Mundo 02.06.2017

França/EUA: Macron provoca Trump e quer 'Tornar o Planeta Grande Outra Vez!"

O Presidente francês, Emmanuel Macron, recusou na quinta-feira qualquer renegociação do acordo de Paris contra o aquecimento global, durante uma alocução televisiva em que ‘provocou’ o homólogo norte-americano com o ‘slogan’ “Make our planet great again!”

O Presidente francês, Emmanuel Macron, recusou na quinta-feira qualquer renegociação do acordo de Paris contra o aquecimento global, durante uma alocução televisiva em que ‘provocou’ o homólogo norte-americano com o ‘slogan’ “Make our planet great again!”

Este ‘slogan’ (“Tornar o Nosso Planeta Grande Outra Vez”) é uma adaptação ao tema do dia de quinta-feira – a retirada dos EUA do acordo de Paris – do ‘slogan’ central da campanha eleitoral de Donald Trump para as presidenciais, que era “Make America Great Again” ("Tornar a América Grande Outra Vez").

Durante uma conversa telefónica “direta” de cinco minutos, Macron alertou Trump, segundo a presidência francesa, que, se se podia discutir o tratado, “nada era negociável no acordo de Paris” de combate às alterações climáticas.

“Os EUA e a França vão continuar a trabalhar em conjunto, mas não no tema do clima”, declarou Macron, durante o telefonema, ainda seguindo a mesma fonte.

Alguns minutos mais tarde, Emmanuel Macron afirmou, no discurso transmitido pela televisão a partir do Eliseu, que Donald Trump tinha cometido “um erro para o futuro do seu país” e “uma falta para o futuro do planeta”.

Dirigindo-se diretamente aos EUA, Macron afirmou: “Não se enganem sobre o clima. Não há Plano B, porque não há planeta B”.

Na oportunidade, Macron convidou os cientistas e empresários norte-americanos a irem trabalhar para França.

“A todos os cientistas, engenheiros, empresários cidadãos empenhados a quem a decisão do presidente dos EUA dececionou”, o presidente francês garantiu que encontrariam “uma segunda pátria em França”.

Mácron acrescentou ainda que acertou, durante uma conversa com a chanceler alemã, Angela Merkel, na noite de quinta-feira, “tomar em conjunto, nos próximos dias, iniciativas fortes”.

Esta foi também a primeira vez que um Presidente francês fez um discurso a uma hora tão tardia, em direto, na televisão francesa.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Mobilização global pelo clima foi inédita
As marchas de sábado em defesa do ambiente foram mundiais, mas em Paris levaram para a rua milhares de pessoas que protestaram contra as medidas francesas na defesa das alterações climáticas. Organizações Não-Governamentais portuguesas também participaram até porque a exploração de petróleo continua a não ser consensual.
People hold banners as they take part in a march on September 8, 2018 in Marseille, southern France, as part of a global day of action "Rise For Climate." - Time is running out to save the Paris Agreement, UN climate experts warned on September 4 at a key Bangkok meeting, as rich nations were accused of shirking their responsibility for environmental damage. (Photo by Christophe SIMON / AFP)