Escolha as suas informações

Explosões de Beirute. Há 34 refugiados entre os mortos e sete desaparecidos
Mundo 11.08.2020

Explosões de Beirute. Há 34 refugiados entre os mortos e sete desaparecidos

Explosões de Beirute. Há 34 refugiados entre os mortos e sete desaparecidos

Foto: AFP
Mundo 11.08.2020

Explosões de Beirute. Há 34 refugiados entre os mortos e sete desaparecidos

Lusa
Lusa
O ACNUR mobilizou 10,16 milhões de euros em ajudas para as zonas mais afetadas de Beirute, onde vivem cerca de 200.000 refugiados, muitos de origem síria e palestiniana.

Trinta e quatro refugiados morreram nas explosões que na terça-feira passada , 4 de agosto, devastaram o porto de Beirute e parte da capital libanesa, anunciou hoje o porta-voz do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), Babar Baloch.

Outros 124 refugiados ficaram feridos nas explosões, 20 dos quais ficaram em estado grave, e sete continuam desaparecidos, disse o porta-voz, sem adiantar a origem dos refugiados ou se havia mulheres e crianças entre as vítimas.


Governo libanês foi alertado em julho sobre o perigo do material químico em Beirute
Numa carta remetida ao primeiro-ministro e ao presidente, elementos do departamento de segurança advertiram que o nitrato de amónio armazenado no porto da capital libanesa podia destruir a cidade no caso de uma explosão.

O ACNUR mobilizou 12 milhões de dólares (10,16 milhões de euros) em ajudas para as zonas mais afetadas de Beirute, onde vivem cerca de 200.000 refugiados, muitos de origem síria e palestiniana.

Beirute foi sacudida na passada terça-feira por uma gigantesca explosão, causando pelo menos 160 mortos e mais de 6.000 feridos, segundo o último balanço feito pelas autoridades libanesas.

A explosão ocorreu num armazém do porto da capital libanesa onde estavam depositadas desde 2014 cerca de 2.750 toneladas de nitrato de amónio sem as devidas medidas de segurança, de acordo com as autoridades, apesar de ainda se desconhecer o que provocou a deflagração.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas