Escolha as suas informações

EUA podem atacar Coreia do Norte se esta testar arma nuclear
Mundo 2 min. 14.04.2017 Do nosso arquivo online
NBC

EUA podem atacar Coreia do Norte se esta testar arma nuclear

Kim Jong-Un, líder da Coreia da Norte
NBC

EUA podem atacar Coreia do Norte se esta testar arma nuclear

Kim Jong-Un, líder da Coreia da Norte
AFP
Mundo 2 min. 14.04.2017 Do nosso arquivo online
NBC

EUA podem atacar Coreia do Norte se esta testar arma nuclear

Os EUA estão a preparar um ataque preventivo contra a Coreia do Norte, com armas convencionais, se esta avançar com testes de armas nucleares, noticiou hoje a NBC News, citando “múltiplos funcionários seniores dos serviços de informações”.

Os EUA estão a preparar um ataque preventivo contra a Coreia do Norte, com armas convencionais, se esta avançar com testes de armas nucleares, noticiou hoje a NBC News, citando “múltiplos funcionários seniores dos serviços de informações”.

A informação foi avançada pela estação na sua página na Internet, num texto onde acrescenta que a Coreia do Norte já avisou que “um grande acontecimento” estava para acontecer em breve.

Esta expressão foi interpretada como sendo um anúncio de proximidade de um teste nuclear, que poderia ocorrer inclusive este fim de semana, ainda segundo a NBC.

Coreia do Norte culpa EUA por “círculo vicioso” na região

O vice-ministro dos Negócios Estrangeiros norte-coreano disse esta sexta-feira que a situação na península coreana está num “círculo vicioso” e que os comentários “agressivos” do Presidente dos EUA, Donald Trump, no Twitter estão “a causar problemas”.

Em entrevista exclusiva à Associated Press, Han Song Ryol disse que não é a Coreia do Norte, mas sim os Estados Unidos e o Presidente Donald Trump que estão "a causar problemas".

"Trump está sempre a fazer provocações com as suas palavras agressivas... Não é a Coreia do Norte, são os Estados Unidos e Trump que estão a causar problemas", disse.

Han Song Ryol disse que Pyongyang não vai “ficar de braços cruzados” face a um ataque preventivo dos Estados Unidos. O Presidente norte-americano, Donald Trump, classificou na sexta-feira a Coreia do Norte como um “problema” que “será tratado”.

Donald Trump abordou a situação na Coreia do Norte depois de os Estados Unidos terem largado uma bomba não-nuclear no leste do Afeganistão, o mais potente dispositivo convencional do arsenal norte-americano.

“A Coreia do Norte é um problema, o problema será tratado”, afirmou Donald Trump.

Já na terça-feira, Trump tinha escrito um comentário idêntico no Twitter. “A Coreia do Norte está à procura de problemas. Se a China decidir ajudar, será ótimo. Se não, iremos resolver o problema sem eles! Estados Unidos da América”, escreveu o chefe de Estado norte-americano na sua conta pessoal daquela rede social.

As tensões aumentaram com o envio pelos Estados Unidos de um porta-aviões para as águas ao largo da península e com os exercícios conjuntos dos norte-americanos com a Coreia do Sul, descritos como os maiores de sempre.

Pyongyang lançou recentemente um novo míssil balístico e especialistas dizem que o regime norte-coreano poderá realizar outro teste nuclear virtualmente a qualquer hora.

 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

A China, principal aliado da Coreia do Norte, saudou hoje o anúncio de Pyongyang de que irá suspender os seus ensaios nucleares e de mísseis intercontinentais, afirmando que isso contribuirá para a desnuclearização da península coreana. A agência de notícias oficial da Coreia do Norte adiantou que a suspensão dos testes nucleares tem efeito a partir de hoje.
A man watches a television news showing a file footage of North Korean leader Kim Jong Un, at a railway station in Seoul on April 21, 2018.
North Korean leader Kim Jong Un said he would halt nuclear tests and intercontinental missile launches, in an announcement welcomed by US President Donald Trump ahead of a much-anticipated summit between the two men. / AFP PHOTO / Jung Yeon-je